sábado, 28 de maio de 2011

Resenha: O Ladrão de Raios

Autor: Rick Riordan
Gênero: Aventura, Fantsasia

Ano De Lançamento: 2008
Nº de páginas: 400
Editora: Intrínseca

Sinopse: Primeiro volume da saga Percy Jackson e os olimpianos, O ladrão de raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.

O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos ? jovens heróis modernos ? terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses.

Minha Opinião: Imagine ser filho de um deus Grego, Poseidon, e estudar em uma escola mágica para treinamento de semi-deuses.

É o que acontece com este garoto. Tudo parecia bem normal e patético, para o jovem Percy Jackson, que sofria aparentemente de dislexia e déficit de atenção, mas sua vida dá uma volta quando é atacada por sua chata e aparentemente normal professora, que vira um monstro com asas, durante uma excursão ao museu. Seu professor de história, que é um centauro, disfarçado de paraplégico, e seu melhor amigo Grover, que na verdade é um fauno, ambos são guardiões do garoto que descobre ser filho de um dos três grandes deuses do Olimpo, Poseidon, o manda-chuva dos mares, para piorar ainda mais a história, sua mãe é morta e levada ao Mundo Subterrâneo, onde quem manda lá é Hades.


Nos bastidores Olimpianos dessa estória, Zeus, Rei do Olimpo e Senhor dos Céus, acusa o pai de Percy de roubar seu Raio-mestre, uma das mais poderosas armas, mas deuses não podem roubar os pertences dos outros deuses, então sobra para Percy, que terá que lutar para desvendar um enigma do Oráculo, descobrir quem roubou o raio e capturá-lo, isso com a promessa de achar um meio para salvar sua mãe, que não está totalmente morta, descobre ele. O único suspeito do roubo é Hades, que tremula de ódio para com Zeus. Terá a ajuda de Grover e se Annabeth, uma amiga que ele ganha durante sua estadia no acampamento Meio-Sangue, o lugar onde ensinam os jovens semi-deuses.


RECOMENDO: Uma leitura leve e fácil, seguida com ótimos personagens, um item que chamou minha atenção foi como a modernidade se entrelaça com histórias da Grécia Antiga, mais velha do que a vovózinha com remédios naturais e voz engraçada.

Sem dúvida, esse livro é uma das melhores aventuras fantásticas que existe. Leva-nos desde rir até chorar com os acontecimentos e, ainda por cima, ensina-nos muito sobre a cultura grega!
Altamente recomendável, ele influencia à leitura, pois prende e leva ao raciocínio.


AVALIAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.