quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Resenha: Ler, Viver e Amar

Autor: Jennifer Kaufman, Karen Mack
Editora: Casa Da Palavra
Páginas: 317

Sinopse: Dora cura a sua tristeza lendo - às vezes por dias consecutivos. Separada pela segunda vez, sua vida se resume a ficar na banheira com vinho e livros - de Tolstoi a Mark Twain, de Flaubert a Jane Austen. Best-seller e livro cult na Costa Oeste americana mostra como a boa literatura pode ser reconfortante e um chave contra os momentos mais difíceis da vida. Tudo isso tendo como cenário a luxuosa Los Angeles, suas lojas, paisagens e ruas que moram no imaginário dos amantes de cinema e dos seriados de TV.

Minha Opinião: Um infância conturbada marcou toda uma vida de reclusões aos seus porres literários para cada problema que aparecia. Sua desculpa para se afundar em uma banheira com sais, uma garrafa de vinho e um bom punhado de livros era sempre a mesma, uma infância difícil com um pai ausente e uma mãe alcoólatra, porém sua irmã Virgínia era a salvação de sua vida em vias de mãos duplas.

“As mulheres fazem coisas diferentes quando estão deprimidas. Algumas fumam, outras bebem, outras ligam para o terapeuta, algumas comem. Minha mãe costumava ficar furiosa quando ela e meu pai brigavam e, depois, se embriagava durante dias sem fim e desaparecia dentro do quarto. Minha irmã era mais do tipo frieza total; dê-lhes um gelo e, nesse meio tempo, devore um bolo gelado Sara Lee de banana. E o que eu faço - o que sempre fiz - é sumir de tudo e de todos, mergulhando em um porre literário que pode durar vários dias.”(Pag15)

Recém separada do bem sucedido Palmer, Dora busca por algo que só descobre no final da trama. Nesse meio tempo se apaixona por Fred, uma boa pessoa que encanta senhoras da terceira idade com o seu sorriso maroto e um bom conselho literário.

Se vê mais que envolvida pela família de Fred, Harper sobrinha de apenas 6 anos abandonada pela mãe e Bea, mãe de Fred e avó de Harper, neta e avó são sozinhas para cuidarem uma da outra e Dora tem seu coração tocado em querer ajudá-las, agradá-las e mimá-las, para tentar minimizar as tristezas que ambas carregam no peito, nem que para poder fazer isso coloque em risco o seu relacionamento com Fred.

E quem não se apaixonou por Harper, Bea, Darlene e Palmer?

"Eu coleciono livros da mesma forma que minhas amigas compram bolsas de grife. As vezes, só gosto de saber que os tenho e lê-los de fato não vem ao caso". (Pág 21)

P.S: Esse é mais um daqueles chick lits disfarçados de memórias. As doses de humor são constantes, mas o clima depressivo do livro é contínuo; acho que isso é bem a cara de um chick lit. Não tanto porque Dora é deprimida, mas pelo contexto das histórias que giram em torno dela. E os personagens são muito cativantes, todos: sua irmã, seu ex-marido, sua amiga, seu namoradinho, a família do namoradinho...

Sobre os Personagens eu achei:
Fred - Achei ele uma graça no início.Mas no final passei a odiá-lo , por causa de suas atitudes egoístas.
Dora - Gostei da Dora , foi um personagem bastante diferente das que eu tenho visto.Ela é uma amante da leitura , e também uma pessoa muito gentil ,principalmente, com Bea e Harper.
Harper - Uma garotinha bastante adorável e corajosa,que passa por situações difíceis.

Apesar de eu ter dado apenas 4 estrelas para ele, ele faz parte da minha lista de favoritos. O que me fez dar 4 estrelas? O final. Ele não é tão bem elaborado. É claro que você consegue entender sim o que acontece, e ele dá um toque bem real pelo fato de não dar muitos detalhes do que acontece dali em diante, como se fosse mesmo a vida real, na qual você nunca sabe bem o que é que vai acontecer.

Portanto, se você gosta de chick-lits um pouco mais sérios do que o habitual, uma certa dose de drama, e de leituras compulsivas, com certeza você gostará deste livro. Por estes e vários outros motivos, o livro se torna especial de alguma forma e nos vemos apegados à ele sem perceber enquanto isso acontece.
AVALIAÇÃO
 

10 comentários:

  1. Adorei a resenha e o amei a capa do livro *O* Ainda mais por saber que vai ser sorteado aqui, parabens a você e a editora

    Beijos :g

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha e o amei a capa do livro *O* Ainda mais por saber que vai ser sorteado aqui, parabens a você e a editora

    Beijos :g

    ResponderExcluir
  3. Mesmo que tenha partes com clima depressivo, mas já que tem humor constante deve ser legal..Fred é o mascarado, começa de um jeito e termina de outro..

    A capa é bem coloridinha rs ..

    beijos querida

    ResponderExcluir
  4. Effy: É um Chick Lit (Será que é assim que escreve), bem gostosinho de ler, se ficou curiosa com a resenha participe do sorteio são 3 livros e 3 vencedores querida =D

    Anelise: TRANKS TRANKS FOFAAAAAAAAAA =D Boa sorte no soretio!

    ~~Obrigada pelos comentários queridos!
    Beijos ٩(•̮̮̃•̃)۶

    ResponderExcluir
  5. Uma coisa é certa, o nome do livro me lembrou ''Comer, rezar e amar'' e amei a sua resenha!
    Me interessei por ele!
    Ótima resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  6. me identifico com isso de ler para se afastar do mundo. nunca pensei em ficar vários dias reclusa, mas agora que surgiu a ideia!... kkkk não, não, farei isso. talvez. não, não farei. =) kk
    este livro esta na minha lista de desejos desde que o vi pela primeira vez. ja li outras resenhas e cada vez sinto mais urgência em lê-lo!
    parabéns pelo blog! bjs

    ResponderExcluir
  7. o que eu achei interessante foi que a atitude dela, que quando fica deprimida, em vez de ir beber como a maioria das pessoas fazem na vida real, é que ela lê livros, vários livros. e isso me deixou curiosos em relação a essa história.

    ResponderExcluir
  8. Eu quero! A primeira quote me conquistou. Nem precisava ler o resto para saber que quero ler esse livro. Haha, "ressaca literária". Gostei. Às vezes, sinto isso, embora por motivos bem mais insignificantes que os da personagem.

    Esse livro é o mesmo que "Ler, Viver e Amar em Los Angeles", ou são volumes distintos? Porque, segundo o Skoob, são o mesmo, porém achei estranho mudarem um pouco o título. Vai saber.

    Abraços,

    Fátima Menezes - @fatimamd
    http://recantodecaliope.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Bom, pelo que você descreveu, o livro é meio dramático no começo, mas depois de conhecer Fred e sua família, ela se envolve com eles de um modo profundo. É uma boa temática, e fiquei curiosa pra saber o final, oq pode ter de ruim?
    Mas oq mais me chamou atenção mesmo é que ela é bem parecida comigo: não pode pintar um problema que já enche a cara e dá-lhe porre literário (KKKKKKK)

    Beijinhos *--*

    ResponderExcluir
  10. Senti na sua resenha um certo drama, que você disse claramente, é presente no livro. Ainda assim parece muito interessante. Mas achei essa capa meio pobre rs, apesar das cores maravilhosas.
    "Sua vida se resume a ficar na banheira com vinho e livros", dá pra me identificar, porque exceto pela faculdade minha vida é filme e livros, rs.
    Muito legal a resenha. Boa sorte com os seguidores e to participando da promo. Beijo! =D

    ResponderExcluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.