quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Entrevistas Escritores: Bento de Luca


Nome: Gustavo Costa de Almeida Siqueira
Cidade/Estado: São Paulo - SP

Um livro:
O Mundo de Sofia
Um autor: Rick Riordan

Uma música: Clubbed to Death
Uma banda: Linkin Park

Um filme: Código de Honra
Um ator: Leonardo di Caprio
Uma atriz: Natalie Portman

Defeito: Teimosia
Qualidade: Calma

Uma frase: ‎"Época triste a nossa, mais fácil quebrar um átomo do que o preconceito!".


Nome: Marcelo Siqueira Silva
Cidade/Estado: São Paulo - SP

Um livro: O Ladrão de Raios
Um autor: J.R.R. Tolkien

Uma música: Now We Are Free – Lisa Gerrard
Uma banda: 30 Seconds to Mars

Um filme: Ponte para Terabítia
Um ator: Johnny Depp
Uma atriz: Kirsten Dunst

Defeito: Teimosia
Qualidade: Determinação

Uma frase: ‎"A diferença entre as pessoas que têm sucesso e as que fracassam, é que as primeiras jamais desistem".

Mini Biografia: Gustavo Almeida nasceu em 14 de maio de 1986 em São Paulo/SP. Obstinado, sempre buscou seus sonhos e objetivos. Formou-se em Gestão Ambiental em 2008, mas migrou para a área de Tecnologia da Informação (TI) em 2009. Logo demonstrou uma mente inquieta e uma tendência à filosofia e literatura. Encontrou na música - e mais recentemente na fotografia - formas de expressão de sua alma. Em 2009, decide iniciar juntamente com seu primo Marcelo Siqueira Silva o projeto “O Príncipe Gato”, sob o pseudônimo Bento de Luca.

Marcelo Siqueira Silva nasceu em 22 de abril de 1987 em São Paulo – SP. Formou-se em Naturopatia em 2008. Desde pequeno demonstrou possuir uma mente fantasiosa, uma imaginação muito fértil, e não tardou para que encontrasse sua paixão pela Literatura Fantástica. Em 2009 iniciou o projeto “O Príncipe Gato” em parceria com seu primo Gustavo C. A. Siqueira, sob o pseudônimo Bento de Luca.

LIVROS ESCRITOS: “O Príncipe Gato e a Ampulheta do Tempo” – Novo Século


Um Pouco mais Sobre “Gustavo e Marcelo”

1. Quando e como você resolveu que queria se tornar escritor? Você teve o apoio de alguém em especial?

Gustavo Almeida: Comecei a escrever logo cedo, como uma forma de criar meus mundos alternativos àquele em que vivia. Mundos mágicos em geral, onde minha mente poderia voar mais livremente. Nessa época, a ideia de ser escritor já existia, mas ainda não era tão forte. No começo não há tanto incentivo. Além de sua dúvida pessoal com relação às próprias habilidades, as pessoas ainda têm certa dificuldade em acreditar que certos sonhos são possíveis. Mas com o tempo e muita perseverança as coisas começam a se encaixar e se tornar reais. Quando menos espera, está vivendo aquele sonho que parecia tão distante!

Marselo Siqueira:
Eu não posso mentir: eu odiava ler os livros da escola! E vejo que isso não é tão incomum. Mas acredito que seja por conta da obrigatoriedade. Eu me lembro de ter sentido um atiçamento interno para o universo da literatura, se é que assim posso dizer, quando assisti ao filme “Sonho de uma Noite de Verão”, obra de William Shakespeare, em 2000. Naquela época, logo após o término do filme, sentei na frente do computador e escrevi umas cinco linhas de algo que me veio em mente. E aquilo foi tudo! (Risos). Eu senti a vontade de escrever, mas não sabia de fato como executar. Eu tive apoio de alguns professores de língua portuguesa e literatura no colégio, meus textos foram muitas vezes usados de exemplo... Lembro de ter sido um dos alunos escolhidos para participar de uma antologia de contos de mistério “Linhas de Susto” que teve uma publicação interna, com direito a tarde de autógrafos! Esse incentivo foi muito importante!
2. Como surgiu a ideia de escrever um livro?

Gustavo Almeida: Acredito que tenha surgido após assistir a “Harry Potter e a Pedra Filosofal” com meu primo, Marcelo Siqueira Silva. Ficamos deslumbrados pela ideia de criar nosso próprio mundo! De lá para cá muita coisa ocorreu na vida de cada um, mas em 2009 surge um novo projeto, a trilogia “O Príncipe Gato”, sob o pseudônimo Bento de Luca.
Marselo Siqueira: Em 2001 fui ao cinema com meu primo Gustavo C. A. Siqueira para assistir “Harry Potter e a Pedra Filosofal”. Foi nesta ocasião que decidimos que deveríamos escrever uma estória juntos! De lá pra cá elaboramos dezenas de roteiros, escrevemos mais de mil páginas e vários livros incompletos (Risos). Mas foi em 2009 que resolvemos iniciar um novo projeto, a trilogia “O Príncipe Gato”, sob o pseudônimo Bento de Luca.

3. Como foi o processo de pesquisa para a criação do livro? Ao começar a escrever, você se inspira em alguma obra, filme ou pessoa?


Gustavo Almeida: Basicamente visitamos os locais onde a história ocorreria, por mais que já os conhecêssemos, para obter mais detalhes. Analisamos um pouco também o comportamento dos gatos. De qualquer maneira, não costumo trabalhar com grandes pesquisas. Cada filme que vi, cada música que ouvi, cada cena que vivenciei, está em minha mente, em meu inconsciente, formando uma grande massa criativa, misto de ideias próprias e vivências, e através dessa massa ponho no papel minhas histórias. Simplesmente deixo fluir.

Marselo Siqueira: Como elegemos a cidade de São Paulo como palco da trama, nós fizemos um tour por todos os lugares que as personagens passariam como, por exemplo, Av. Paulista, Catedral da Sé, Parque Trianon, Estações de Metrô, Cemitério do Araçá, etc... Então captamos todos os detalhes dos locais para que pudéssemos descrever o ambiente de forma realista. Muito do que vivenciamos nestes dias acabou tendo grande influência na estória! Fizemos outras pesquisas acerca da anatomia dos gatos, comportamento, características genéticas, comunicação, raças, mitologias, enfim... Procuramos reunir o material suficiente para, finalmente, mergulhar em nossas criatividades fantasiosas! (Risos). Quando começo a escrever, bem, é difícil explicar, mas eu faço uma conexão interna, encontro a fonte da minha criatividade  depois de um tempo vai ficando cada vez mais fácil encontrá-la. Mas a Música é de uma inspiração inexplicável. Eu costumo dizer que a Música é capaz de abrir portas no ar; portas para diversos mundos!

4. Sabemos que no Brasil é um pouco complicado lançar um livro. Como foi esse processo pra você? Quais etapas seguiu? O que você sentiu ao ver seu livro impresso?

Gustavo Almeida: É fato que lançar um livro é bastante complicado. Mas sinceramente não possuo conhecimento o suficiente no exterior para dizer se aqui é mais difícil do que em outros lugares. De qualquer forma, o novo autor deve estar preparado para uma jornada de muitos obstáculos. Sabemos que se você possuir bons contatos ou dinheiro a investir, tudo se torna mais fácil; caso não possua, prepare-se para lutar ainda mais por seu sonho! Mandamos nosso exemplar para inúmeras editoras, porém algumas poucas nos responderam. Acredito que muitas nem tenham aberto, pois a quantidade de originais enviados é muito grande. De certa forma isso me anima, pois mostra que no Brasil diversas pessoas gostam de escrever e sonham em ter sua obra publicada. Porém, a força de vontade em atingir seu sonho não pode parar na publicação, é preciso buscar sempre maior divulgação para que mais pessoas possam conhecer seu trabalho. Ver a obra impressa será a concretização de um grande sonho! Contudo, receber o feedback das pessoas será ainda melhor!
Marselo Siqueira: Isso é um fato! Infelizmente vejo que tudo costuma ser mais complicado aqui no Brasil. Para adentrar nesse meio da Literatura não é diferente! A não ser é claro que você possua grandes contatos e dinheiro para investir, caso contrário... (Risos) a jornada será difícil. De maneira alguma digo isso para desanimar alguém, mas é importante saber que para publicar um livro é preciso paciência, determinação, fé... Claro, é preciso acreditar! Se você não acredita em você mesmo, porque espera que outras pessoas façam isso e ainda invistam em você? Assim que terminamos de escrever o primeiro volume da trilogia “O Príncipe Gato e a Ampulheta do Tempo”, registramos o livro na Biblioteca Nacional e na sequência enviamos para algumas editoras. Enviamos para mais de vinte editoras. A expectativa era grande. Mas nossa espera era longa! Recebemos, ao longo de um ano e meio, algumas cartas e e-mails dizendo que não iriam publicar o livro. Muitas editoras, devido ao grande número de originais que recebem  prefiro acreditar nisso , acabam nem respondendo, o que deixa os autores extremamente ansiosos à espera de uma boa notícia. A verdade é que ela raramente vem. Mas, como já disse, é preciso acreditar! Foi então que no meio desse ano, 2011, fechamos contrato com a Editora Novo Século, pelo selo Novos Talentos da Literatura. E, portanto, o “O Príncipe Gato e a Ampulheta do Tempo” será lançado em meados de outubro/2011. A ansiedade para ver o livro impresso é grande! Com certeza será a concretização de um sonho.

5. Se você conseguiu ter seu livro publicado. Como foi ver o primeiro exemplar impresso, saber que ele iria chegar ao público?

Gustavo Almeida: Ainda não tive o prazer de vê-lo impresso, estou na expectativa! Mas ver a obra impressa mesmo que de forma caseira já foi muito gratificante! Estamos trabalhando bastante para levar o Príncipe Gato ao maior número de pessoas. Será muito emocionante se conseguirmos um grande número de pessoas como leitoras!

Marselo Siqueira: Como disse, a expectativa para vê-lo impresso é imensurável. Estamos intensificando a divulgação do livro até o lançamento, e é realmente muito gratificante ver o número de pessoas que simpatizam com o “O Príncipe Gato” crescer a cada dia. Saber que estaremos nas principais livrarias do Brasil é uma grande emoção!

6. Você acredita que os brasileiros estão se interessando mais por nossos novos autores, ou que ainda existe certo preconceito literário por parte do leitor?

Gustavo Almeida: Um pouco de preconceito acredito que ainda haja, mas isso está mudando. Os autores nacionais têm sido mais valorizados! E se me permite dizer, eles – ou nós, eu diria – (Risos) merecemos esse reconhecimento, pois há muito talento literário em nosso país!
Marselo Siqueira: Felizmente vejo que isto está mudando, o preconceito vem diminuindo consideravelmente. Excelentes novos autores estão surgindo por aí, estórias realmente interessantes que com certeza despertarão interesse dos leitores. Acho importante que haja mais incentivo, principalmente do governo, das instituições... Mas a batalha ainda é longa. Publicar um livro é só uma etapa, a segunda e mais difícil é ganhar destaque!

7. Para você, qual a importância da literatura e do hábito de ler?

Gustavo Almeida: A leitura nos abre a mente para novos pontos de vista e para novas formas de vivenciar coisas que muitas vezes não tivemos a oportunidade pessoalmente. Trata-se de um hábito essencial! Um povo culto é um povo forte em um estado democrático! - Gustavo Almeida/2011 (Risos)
Marselo Siqueira: É fundamental! O hábito da leitura é importantíssimo, é um grande responsável na formação de pessoas melhores  tenho certeza disso! Mas é claro que todo conhecimento que não se torna consciência não serve para nada!

8.Conte pra gente um pouquinho dos seus planos futuros na área literária.

Gustavo Almeida: O foco hoje em dia é totalmente no Príncipe Gato. Apenas uma parte do sonho está se realizando, mas há muito mais para buscar. Logo teremos outros projetos fruto da parceria “Bento de Luca” também. Mas possuo livros que pretendo lançar, escritos apenas por mim.

Marselo Siqueira: Meu foco no momento está voltado para a trilogia “O Príncipe Gato”, em terminar os próximos dois volumes. Mas com certeza não pararei depois disso, novos projetos com Bento de Luca (Marcelo Siqueira e Gustavo Almeida) surgirão. Tenho um livro que escrevi sozinho também “O Guardião da Última Fada” que ainda desejo ver publicado. Enfim, a jornada está apenas começando!

9. Você está trabalhando em algum novo projeto no momento? Se sim, conte um pouquinho sobre ele.


Gustavo Almeida: Temos trabalhado no segundo livro “O Príncipe Gato e a Flor-Cadáver”. Este será muito mais fantasioso, pois se passará em um cenário totalmente diferente. Acredito que vocês irão gostar dessa sequência!
Marselo Siqueira: Estou trabalhando com meu primo Gustavo no segundo volume da trilogia “O Príncipe Gato e a Flor-Cadáver”. Não vou contar muito para não estragar a surpresa, mas quebraremos todas as barreiras do impossível neste livro. Muito do que ficou “meio no ar” no primeiro volume será desvelado neste segundo. Estamos muito empolgados com a sequência da trilogia!

Um breve bate-papo com Gustavo Almeida:
Quando escrevo:
Sinto o prazer de “brincar de Deus”
O que me inspira: A arte em suas várias formas

No meu tempo livre:
Tempo livre? Que tempo livre? (Risos)
Não saio de casa sem:
Minha carteira, chave e celular
Estou lendo:
“A Batalha do Apocalipse” – Eduardo Spohr
Meu livro de cabeceira é:
“Harry Potter” – J. K. Rowling
Sou fã de:
Música, literatura, TI, fotografia e viagens
Não gosto de:
Imposições
Meu maior sonho é:
Ser feliz fazendo outros felizes
Não viveria sem:
Criar!
Estou a procura de:
Novas aventuras e emoções!
Um livro nacional que eu li e gostei:
Os Sete – André Vianco
Meu personagem preferido é:
Sephiroth (Final Fantasy VII)
Quer deixar alguma mensagem aos leitores do blog?
Gostaria de agradecer imensamente o espaço. Foi muito divertido! Aos seguidores deste interessante blog, sigam o Príncipe Gato em sua jornada épica e busquem sempre novas emoções na literatura fantástica! Um grande abraço a todos!


Um breve bate-papocom Marcelo Siqueira:
Quando escrevo:
Viajo através de Buracos de Minhoca!
O que me inspira:
Músicas, filmes, livros...
No meu tempo livre:
Crio mais estórias fantásticas!
Não saio de casa sem:
Abrir o portão!
Estou lendo:
“O Herói Perdido” – Rick Riordan
Meu livro de cabeceira é:
“As Crônicas de Nárnia” – C. S. Lewis
Sou fã de:
Literatura Fantástica e Café!
Não gosto de:
Crueldade para com os animais!
Meu maior sonho é:
Salvar o Planeta!
Não viveria sem:
Respirar!
Estou a procura de:
Um caminho para “casa”!
Um livro nacional que eu li e gostei:
A Batalha do Apocalipse – Eduardo Spohr
Meu personagem preferido é:
Soren (A Lenda dos Guardiões)
Quer deixar alguma mensagem aos leitores do blog?

Em primeiro lugar gostaria de agradecer o interesse e o espaço cedido pelo blog Anime-Daiki! Para os leitores do blog deixo o convite para que permaneçam com o Príncipe Gato e que mergulhem de cabeça nessa lenda! Grande abraço a todos!

3 comentários:

  1. Eitaaaa, muito boa entrevista. Perguntas brilhantes (; Adorei, adorei *--*
    E realmente os autores são muito simpáticos e inteligentes. hehe
    Sucesso SEMPRE, beeijão ;*


    Ewerton Lenildo - Academia de Leitura
    papeldeumlivro.blogspot.com
    @Papeldeumlivro

    ResponderExcluir
  2. Nossa, adorei a entrevista e conhecer um pouco mais desses grandes autores!!!
    Parabéns ao blog pela ótima entrevista e tb aos autores por nos proporcionarem conhecer mais um pouco a vida e expectativas de vocês!

    SUCESSO!

    Um beijo,
    Nica
    http://nicasdrafts.blogspot.com/
    @meligu

    ResponderExcluir
  3. ✔Eweton: Que bom que gostou da entrevista, gostei das respostas de ambos autores, até me identifiquei com alguns gostos!

    ✔Nica: Obrigada minha querida, adorei seu comentário e desejo também sucesso a todos!

    Beijos // Obrigadinha pelos Comentários! ٩(-̮̮̃•̃)۶

    ResponderExcluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.