quinta-feira, 14 de junho de 2012

Resenha: A Little Scandal


  “O amor estava à espera de Kate Mayhew ao virar a esquina. Ela simplesmente tinha que encontrar o caminho certo. Na esquina certa.”

Autora: Patricia Cabot
Páginas: 343
Editora:St. Martin's Paperbacks 

SINOPSE ORIGINAL: When beautiful Kate Mayhew is hired as chaperone to Burke Traherne's headstrong daughter Isabel, the Marquis finds himself in an impossible predicament. Torn between the knowledge that she is exactly what Isabel needs but also, for him, the worst possible temptation, he finds himself in constant proximity with someone who threatens his independence. Known for his steely self-control since the day he caught his wife with a lover, Burke has vowed never to risk marriage again.
 In accepting his lordship's offer of employment, the feisty Kate faces two perils; her wild attraction to a man who has sworn off love, and a date with her own scandalous past... which she cannot keep secret forever.


  A história se passa nos anos 70 do século XIX e começa nos apresentando Burke Traherne, Marquês de Wingate e sua filha adolescente Isabel. Esta é impossível, muito rebelde, o que faz com que nenhuma das suas damas de companhia fique muito tempo no serviço. Burke a cria sozinho e não tem paciência alguma, já tendo desde antes de a filha nascer a fama de temperamental e explosivo (as melhores parte são os ataques de fúria dele, sem dúvida).
  Durante uma noite, tentando de todas as formas levar a filha com ele ao baile de lady Peagrove, ele acaba perdendo a postura e coloca Isabel por cima dos ombros, no meio da rua. Esta, escandalosa por natureza, demonstra seu furor com esperneios e gritos.
  É aí que ele é “detido” na esquina (reparem que legal, na frase lá do subtítulo, que é do livro) por uma adorável e pequenina moça com seu guarda-chuva, que exige que ele coloque a garota no chão, acreditando que o homem a estivesse sequestrando. Pra piorar tudo sua filha ainda confirma a teoria dela dizendo que ele a está levando à força, mas desmente em seguida quando não consegue segurar um ataque de risos.
  Depois da confusão desfeita, Isabel decide que gostou da moça e que quer ela como sua dama de companhia, o que obriga seu pai a contratá-la.
  Quando Kate começa a trabalhar para eles, ela e o marquês desenvolvem uma atração muito forte entre si (ninguém adivinhou...) e acabam caindo em tentação em certo momento, se é que vocês me entendem.
  Mas há problemas em ambos os lados, impedindo-os de ficarem juntos: o Marquês foi profundamente magoado quando jovem e jurou nunca mais se casar de novo; Kate tinha uma posição social confortável quando mais nova, mas após o assassinato e as injúrias contra seus pais ela foi obrigada a trabalhar e jurou evitar aquele “tipo de gente arrogante e mesquinha” que fingia ser amiga de sua família mas não ajudou seu pai quando ele realmente precisava.
  E agora? Será que ambos permanecerão fiéis aos seus princípios ou se deixaram levar pela paixão que os domina?

  Avaliação: 


  É incrível como todo (todo!) livro que eu leio cuja história principal envolve empregada e patrão me leva direto à Jane Eyre, da Charlotte Brontë (meu segundo livro favorito ever). “Um Pequeno Escândalo” (na tradução literal) virou na minha cabeça uma versão picante, engraçada e bastante focada na Adéle, de Jane Eyre (a Adéle dessa história seria a Isabel, claro).
  Quando comecei a ler eu não fazia ideia de que Meg Cabot, que eu dizia considerar uma das minhas autoras favoritas - mas vi que não a conheço tão bem, que vergonha – tinha talento para romances eróticos; e o que eu tenho a dizer sobre isso? Bem. Eu até leio livros eróticos, mas geralmente só as partes picantes são realmente boas. As histórias desses livros (pique romance de banca, sabe?) são todas apelativas e sem graça, mas “A Little Scandal” não. Tem uma história legal e bem feita, muito diferente desses livrinhos com nomes sugestivos por aí (Beijada pela Sedução, Desejo e Prazer... nem sei se existem, inventei agora), então eu fiquei meio surpresa quando vi o quão picantes as cenas realmente são. É por isso que não me decidi se isso é bom ou ruim. Estou acostumada com livros eróticos que são feitos somente por isso, pela parte erótica. Fui pega de surpresa por um livro tão caliente e com certo conteúdo.
  Tem até um pouco de ação nesse livro, já que o tempo todo a Kate é perseguida pela lembrança de Daniel Craven, que ela jura ter assassinado seus pais, mas ninguém acredita. Mesmo sete anos depois ela ainda o vê em todos os lugares. E de fato, ele está lá.


  O romance foi lançado em 2000, mas nunca no Brasil. E pelo que eu pesquisei a Meg escreveu outros assim... haha... mesmo não sendo fã desse tipo de literatura (traduzindo: tenho mais o que ler), irei procurá-los.
  Minha avaliação foi: é chato por ser da Meg, mas é bom por ser erótico, o que sugere que o normal é o contrário, deu pra entender? rs É regular vai.
  E vocês devem (ou não né) estar se perguntado: Meg Cabot? Mas não é Patricia, diacho? É a mesma, mesmo. A autora de “O Diário da Princesa” (amo amo amo), Meggin Patricia Cabot costuma assinar tanto como Meg Cabot quanto Patricia Cabot ou ainda sob um pseudônimo: Jenny Carroll. 

  Até a próxima então queridos! ;*
  

6 comentários:

  1. Eu sou fanática pela meg cabot.Porém nunca li esse livro, nem sabia que existia.Adorei sua resenha me fez ficar com mais vontade de ler ainda.
    De verdade.
    Boa Semana,te espero no meu blog.

    Mariana - World of Tori Vega.
    @mariworldoft_

    ResponderExcluir
  2. Também adoro a Meg e também não sabia da existência desse livro. Nem desse gênero no "repertório" dela rs. Descobri super por acaso.
    Que bom que gostou, obrigada! ;*

    ResponderExcluir
  3. Oi Eduarda!
    Gostei da resenha, apesar de não fazer muito o meu tipo. Não sei se leria *hm

    Beijos, Kamila
    http://vicio-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá vim visitar seu blog! Achei lindo!
    Não sou fanatica por livros mas de vez em quando leio, achei interessante este livro pela resenha que voce fez.
    Estou seguindo seu blog e convido você a conhecer o meu.
    Ficarei feliz se quiser seguir o meu blog também!
    Meu blog é esse: http://amorporamigurumis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. ✔Nunca li nada da autora, sempre vejo falar muito bem dela, e tenho muita curiosidade a respeito dos seus livros!

    Adorei a resenha minha linda, como sempre muito boa! o//

    ResponderExcluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.