quinta-feira, 26 de julho de 2012

Resenha: Fifty Shades of Grey {Livro}


  Vocês nunca leram um romance de banca?



Autora: E. L. James
Páginas: 514
Editora: The Writer's Coffee Shop


SINOPSE ORIGINAL: When literature student Anastasia Steele is drafted to interview the successful young entrepreneur Christian Grey for her campus magazine, she finds him attractive, enigmatic and intimidating. Convinced their meeting went badly, she tries to put Grey out of her mind - until he happens to turn up at the out-of-town hardware store where she works part-time. Erotic, amusing, and deeply moving, the Fifty Shades Trilogy is a tale that will obsess you, possess you, and stay with you forever. 


  O nome, "Cinquenta Tons de Cinza", que eu curti muito, é devido ao trocadilho feito com o sobrenome do personagem principal, Grey (cinza em inglês). 
  Nesse livro, o primeiro da trilogia dos cinquenta tons, somos apresentados à Anastasia Steele, estudante de  literatura de 21 anos, virgem, desastrada, chata, melancólica e sem gracinha (lembra alguém?). Ana, como é chamada, vive com sua colega de quarto e melhor amiga Katherine Kavanagh, que é linda, perfeita e um tanto persuasiva.   
  Katherine tem uma entrevista marcada como playboy bilionário Christian Grey, jovem e poderoso empresário, para o jornal da faculdade. Por uma infeliz (ou não) coincidência, Kate adoece e implora para Ana ir em seu lugar. A garota, tímida, resolve fazer a vontade da amiga e vai ao escritório de Grey completamente apreensiva por não saber nada sobre o cara. Chegando lá ela dá de cara com o Edward Cullen rapaz mais lindo que se pode imaginar, e de cara fica caidinha por ele. Por algum motivo inimaginável, ele também se sente muito atraído por Bela.  
  Por mais que queira Ana não consegue parar de pensar no belo e enigmático Christian e um belo dia ele faz uma visita à loja em que ela trabalha e lhe dá seu número de telefone. Não muito depois dessa clara cantada (mesmo que pra ela seja impossível) eles começam a brincar de 9 1/2 Semanas de Amor e ainda que a consciência da Anastasia ache isso errado, ela acha impossível parar.

  Avaliação: 

  Eu sinceramente não entendi o alvoroço quanto às cenas de sexo (e BDSM). Será que as mulheres de hoje não leem romancezinhos de banca? Tudo bem que essa história é mais interessante que romances de banca, mas as cenas de sexo não são inimagináveis, mirabolantes e inovadoras assim.... 
  Pra constar, eu já odeio o Christian. E foi pensando nele que eu citei o filme "Nine 1/2 Weeks" ali em cima. Não consegui deixar de me lembrar do John, personagem do Mickey Rourke. Apesar de que, o Christian Grey certamente é uma mistura de John e Edward Cullen, óbvio, já que a trilogia se tratava originalmente de uma fanfic de Twilight.  
  Christian Grey é maravilhoso, rico, inteligente, famoso, lindo, tesão, bonito, gostosão... nossa, perfeito, é lógico, mas além disso é intimidante, antipático e perturbado (claro que tudo tem um motivo). Anyway, eu não gostei dele, a menos que o Ian Somerhalder realmente o interprete no cinema, hahaha.  
  Já Anastasia é bocó e sem sal igual à Bella e mesmo contra todas as probabilidades é por ela que o Grey se interessa. Vai entender... as meninas realmente acreditam nessas coisas depois.  
  Além de todas as semelhanças já citadas com Crepúsculo, acreditem, a protagonista tem um amigo com traços latinos interessado por ela, o Jacob José.

  Eu senti um tom grosseiro em mim mesma nesse post, mas acreditem, não é nada disso. É só que crepusculices e o pior ainda, fanáticos loucos, irritam, e é o que eu tenho visto com o surgimento desse livro, como se ele fosse a coisa mais visionária dos últimos tempos. Sem contar que já não sou fã de fanfics.  
  Outra coisa que não gostei muito foi da escrita (meio pobre), bem teen e repetitiva. Espero que a versão nacional esteja mais interessante.  
  Mesmo assim eu quero muito ler o segundo e o terceiro livros, cujos nomes também são legais: Fifty Shades Darker (Cinquenta Tons Mais Escuros) e Fifty Shades Freed (Cinquenta Tons de Liberdade), que se não me engano já foram traduzidos e devem vir logo para o Brasil. O primeiro chega no próximo mês e já está causando alvoroço.  
  Pra você que é fã de Crepúsculo, de romances eróticos, ou dos dois, Fifty Shades of Grey é a pedida!



Próxima resenha: Fifty Shades Darker


2 comentários:

  1. Já li muitas resenhas contraditórias sobre este livro, tanto em inglês quanto em português, e realmente não sei quando vou lê-lo mesmo, mas vocês só conseguem me deixar cada vez mais curiosa. É sério, não sei mesmo o que esperar deste livro kkk
    Adorei a resenha
    bJKS
    Paty
    http://abajurdepapel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Leia sim Patricia, acho que vale a pena conferir. Se você não está acostumada com romances eróticos, se prepare, rs.
    Obrigada pelo comentário! Volte sempre!

    Beijo!

    ResponderExcluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.