terça-feira, 30 de abril de 2013

Resenha: De volta a Cabana {Livro}

(...) Se você quer entender melhor a teologia por trás de A Cabana, esse livro é pra você. (...)

Autor: C. Baxter Kruger
Páginas:  240
Editora: Sextante

Sinopse: De Volta à Cabana - “Se você quer entender melhor a mensagem de A cabana, este livro é para você.” - William P. Young Ainda criança, William P. Young, autor de A cabana, conheceu o abandono, a dor e o abuso. Buscou na religião um porto seguro, mas nunca se sentiu totalmente protegido. Assim como Mack, personagem principal de seu romance, ele estava perdido, questionando seus valores, sua fé e o próprio sentido de sua vida. Ao escrever A cabana, Young quis expressar sua dor e apresentar uma nova maneira de enxergar Deus e suas leis incompreensíveis. Por meio da trajetória de Mack, ele nos mostrou os caminhos do perdão, da cura e da reconciliação com o divino e consigo mesmo. Agora, em De volta à cabana, vamos descobrir o que está por trás desses caminhos – ou seja, os conceitos que Young encontrou na teologia e na filosofia para criar sua história. Em parceria com o próprio Young, C. Baxter aprofunda o estudo sobre a Santíssima Trindade e fala sobre a natureza do amor de Deus, demonstrando de que forma ele se manifesta em nossa vida. Citando passagens bíblicas e parábolas inspiradoras, este livro nos ajuda a entender o papel da religião no mundo de hoje, o comportamento humano frente à dor e a nossa capacidade de regeneração – seja diante das grandes tragédias ou das pequenas desilusões que se acumulam no dia a dia.


Minha Opinião: Ele complementa "A Cabana". Ajuda você a compreender de forma diferente da sua primeira impressão.

Em relação ao trabalho de capa, este exemplar segue o padrão do livro “A Cabana”, tendo uma capa com imagens meramente iguais. Em relação ao tamanho o livro é pequeno tanto no formato, quanto no tamanho de páginas. A diagramação é simples, folhas amarelas, letras na fonte time,tamanho 12, capítulos separados. Ele ainda é divido em 3 partes, (Considerações iniciais sobre papai, A santíssima Trindade, O sonho da santíssima trindade).

Fora a parte da estória, no final o livro ainda trás, um apêndice com algumas citações sobre a morte de Jesus, como também trás sugestões para outros estudos, e mais notas sobre o trabalho aqui realizado.

Para mim ele me ajudou em algumas partes das quais eu tinha duvida, ou não tinha compreendido em uma primeira leitura. Mas sinceramente prefiro, a imagem ou posso dizer o meu conceito pessoal de quando eu li A Cabana. Não que este complemento seja ruim, mas como disse ele não chega a ser bom. Ele é bem estruturado e pesquisado mas isso o torna muito técnico o que não me agradou muito. Prefiro o ficcional, ficcional.


O livro me lembrou muito, o texto teórico que leio para faculdade, até o formato me pareceu o mesmo! O que este livro trás é uma explicação da teologicamente da relação entre Papai, Sarayu e Jesus.

[...] “Para Torrance, o Filho do Pai se fez carne para nos fazer compartilhar da própria vida de Deus. Relembremos aqui Jesus jovem: “Eu vim para lhes dar uma vida plena. A minha vida.” [...]

Quando li a sinopse, e soube do livro pensei que seriam algo como perguntas e respostas, ou fosse algo como, pegar capitulo por capitulo e o que fosse difícil de compreender ser explicado. Mas com o decorrer dos meus estudos entendi o porque o livro foi feito assim, se é para explicar o que está por de trás necessariamente o escritor vai ter que se basear em outros teóricos que saibam muito do assunto da maneira que muitos ainda não sabem, caso contraria, ficaria um trabalho realizado a partir do “eu acho”, o que seria descartado e não aceito. Mas com isso tudo, e sabendo os motivos da narrativa, ser assim eu não consegui gostar da leitura, para mim ela foi cansativa, arrastada e sem emoções

Penso que minha opinião negativa sobre o livro, é que não gosto, de Teologia, interligado nele este fator da ‘religião’. Não é preconceito, eu leio de tudo, procuro sempre conhecer, pra depois opinar, sei que muitos são religiosos uns mais que os outros, Mas como eu disse esse tema não me interessa então para mim esse livro acabou me chateando. Ele não é ruim, mas ao é bom também!

 AVALIAÇÃO

2 comentários:

  1. Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Bom não conheço o livro que citou,me parece interessante ele. Já este da resenha foi um livro que não gostei, pensei se ruma coisa e era outra e acabei me decepcionando com ele!
      Obrigada por seu comentário ;*
      Abraços ;)

      Excluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.