segunda-feira, 15 de julho de 2013

Segunda da Poesia#15




Estou tão sozinho

Não quero morrer só
Vendo as fúrias das manhãs
Com as celestes irmãs
Vendo as montanhas se moverem
Com a minha solidão.

Não quero viver só
Se for assim
Quero morrer agora
Não quero morrer só
Quero a companhia de alguém (você).

Estou tão sozinho
Não sei se vou agüentar
Por muito tempo
Antes que a morte me possua
E o coração só tenha vento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.