sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Resenha: Quanto Mais Quente Melhor {Filme}

Título: Quanto Mais Quente Melhor
Ano: 1959
Duração: 120 min

Sinopse: Chicago, 1929. Joe (Tony Curtis) e Jerry (Jack Lemmon) são músicos desempregados, que estão desesperados por trabalho. Eles acidentalmente testemunham o Massacre do Dia de São Valentim, assistindo o criminoso Spats Colombo (George Raft) e seu cúmplice aniquilarem Toothpick Charlie (George E. Stone) e sua gangue. Forçados a apressadamente deixarem a cidade, Joe e Jerry pegam o primeiro trabalho que podem arrumar: tocar na banda de garotas da Sweet Sue (Joan Shawlee) e suas Sincopadoras. Em trajes femininos, os dois se juntam ao resto da banda em um trem que vai para Miami, Flórida. Diante desta situação, Joe adota o nome de Josephine e Jerry torna-se Daphne. De repente eles vêem Sugar Kane (Marilyn Monroe), a vocalista da banda de Sweet Sue. Jerry se apaixona na hora, mas Joe o lembra que ele não pode se fazer notar. Porém, após chegarem a Miami, um milionário (Joe E. Brown) se apaixona por Daphne e Joe resolve se fazer passar por um milionário para tentar conquistar Sugar, tudo isto em meio à uma reunião dos Amigos da Ópera Italiana, uma convenção de criminosos que traz à cidade Spats Colombo e sua gangue.


      A clássica comédia romântica que serviu de inspiração para "As Branquelas"!


  Lançada em 1959, a comédia romântica (apontada por várias fontes como a melhor comédia da história) traz Marilyn Monroe, Tony Curtis e Jack Lemmon nos papéis principais.
  
Tony Curtis e Jack Lemmon como Joe e Jerry  Josephine e Daphne

   A história de Joe e Jerry, dois amigos músicos - e desempregados - se passa no ano de 1929. Os dois acidentalmente presenciam o massacre numa garagem comandado por Spats Colombo, um mafioso de Chicago. Após isso, sob ameaças de morte, são obrigados a fugir da cidade e, sem alternativa e dinheiro, resolvem entrar na banda de Sweet Sue, que precisa justamente dos instrumentos que eles tocam. O problema é que a banda é somente para garotas... Jerry e Joe se disfarçam de mulheres e assumem novas identidades: Josephine e Daphne. 
  Lá os dois conhecem Sugar, a garota mais atraente e simpática da banda, e se interessam por ela. 
  A banda parte em direção à Florida e, chegando no hotel, Daphne chama a atenção do milionário Osgood e Joe entra em ação com um plano para conquistar Sugar.

Há duas coisas que Sweet Sue não tolera: bebida e homens!

  Criativo, bem filmado, lindo, boas atuações, divertido, engraçado... ah, esse filme é tudo bom! Está definitivamente entre meus filmes preferidos de todos os tempos, foi amor a primeira vista.
   E é claro que, a primeira vista também, eu percebi as semelhanças deste com As Branquelas, lançado quase 50 anos depois. Mesmo o segundo não se tratando do gênero comédia romântica, a estrutura é basicamente a mesma. White Chicks é muito engraçado e divertido também, mas pra mim, não há comparação: Quanto Mais Quente Melhor é unico.

   Já havia visto alguns filmes da Marilyn Monroe mas em nenhum ela está encantadora como neste. E nem Jack Lemmon tão engraçado. O filme é absolutamente encantador.
   E sim, é em preto e branco. Espero que isso não seja um problema pra alguém... isso não deixa a obra menos adorável.
  É... acreditam que ainda tem gente que torce o nariz pra filmes em P&B? Não sabe as maravilhas que está perdendo. Essa é uma delas!

  ;)
  


  Bye amores!            
  AVALIAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.