quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Resenha: O Julgamento de Gabriel


Autor: Sylvain Reynard
Páginas: 384
Editora: Arqueiro

Sinopse: Eles estão vivendo uma paixão arrebatadora. Mas muitas pessoas são contra esse amor. Gabriel Emerson e Julia Mitchell se conheceram há muito tempo, quando ela ainda era adolescente, numa noite mágica e confusa. Mas, apesar de todo o sentimento que nasceu entre eles, no dia seguinte seus caminhos se separaram. Anos depois eles se reencontraram quando Julia começou o mestrado na Universidade de Toronto. Gabriel era um professor enigmático, sedutor e muito arrogante que a atormentava e perseguia. No entanto, o que mais fazia Julia sofrer era ele não se lembrar dela. Mas nem mesmo o insensível Gabriel é capaz de resistir à profunda conexão que existe entre eles e logo os dois embarcam numa tórrida paixão proibida. Com o fim do semestre e do curso ministrado por Gabriel, eles deixam de ser professor e aluna e enfim estão livres para viver seu amor. Ou pelo menos era o que pensavam. Após uma viagem romântica para a Itália, durante a qual Gabriel ensina a Julia todos os mistérios do prazer e, em troca, aprende com ela o significado do amor verdadeiro, os dois veem seus sonhos ameaçados. Duas denúncias junto ao Comitê Disciplinar da Universidade põem em risco o emprego de Gabriel e a carreira brilhante e promissora de Julia. Será que o professor vai ceder às ameaças ou irá lutar até o fim por sua amada? Será que essa paixão conseguirá resistir a um julgamento implacável? Na apaixonante sequência de “O inferno de Gabriel”, Sylvain Reynard constrói uma bela história de amor, da qual os leitores jamais se esquecerão.


Minha opinião Sobre o livro:

Gosto das capas da trilogia. Gosto dos tons escolhidos pra ela, e da escolha dos elementos pra representar cada ato que o Professor tende a passar. (Pelo menos é essa a minha impressão a respeito).

A diagramação segue o padrão do primeiro volume, contando com folhas Pólen (amarelinhas), as letras são de tamanho mediano, com fonte times/12. Os Capítulos não são separadas, onde termina um inicia-se outro. Os capítulos são intitulados de "Capitulo trinta e quatro", por assim em todos, e contam ao total com 58 capítulos ao total . 
[...]"O Universo não é baseado em magia, não há um conjunto de circunstanciarias  para o bem e o outro para o mal. Todo mundo sofre algum dia. A questão é o que você faz com o seu sofrimento"[...]
Adorei o kit que a Arqueiro montou para o livro. Além de achar muito interessante, adorei a criatividade que o pessoal teve com o kit. O kit conta com um boton, copo e marcador personalizado do livro. E que copo lindo esse, me apaixonei por esse kit.

O primeiro livro eu simplesmente devorei ele, que quando cheguei no final arrependi-me de ter lido tão rápido. Desta vez resolvi ler bem de vagar, pra deixar com que a história demorar um pouco mais. Foi bom e farei isso com o terceiro volume, pois pude assim curtir a estória com um pouco mais de tempo.
[...]"Passei tempo demais nas sombras. Estou ansioso por estar na luz. Com você"[...]
Gostei de como o autor continuou a estória aqui no segundo volume. A Narrativa continua com uma escrita fácil e muito gostosinha, prendo você a do começo ao fim da estória. Neste volume temos, menas informações da "Divina Comédia", ela ainda continua plano de fundo da história sim, mas neste volume senti mais o lado psicológico dos personagens do que no primeiro.

Como no primeiro volume continuo com a mesma opinião sobre os personagens. Eles continuam indo dos, carismáticos, fofos, odiosos, e sedutores. Diferente do primeiro volume posso dizer que neste já comecei a gostar mais de uns, e odiar fervorosamente outros.

[...]"E cantarei agora aquele segundo reino
No Qual o espírito humano se purifica
E torna-se digno de ascender ao Paraiso"[...]
- Dante Alighieri, Purgatório, Canto 1.004-006

Também não posso esquecer de falar que como no primeiro volume, onde a imagem da gravura "Dante e Virgílio cruzando o rio Estige (Gustave Doré, 1870), que está presente no começo do livro, neste encontra-se a imagem de "Dante seguindo Virgílio montanha acima" (Gustave Doré, 1870). E depois de refletir sobre as imagens expostas nos dois volumes, para mim elas fizeram todo sentindo, pois elas passam o rumo que o casal toma no decorrer da história. Como sempre isso são referentes as minhas opiniões e sensações a respeito de um todo no decorrer da leitura, a sua pode ser diferente.

Ao terminar este volume fiquei com a mesma sensação a do primeiro que ao terminar a leitura, ficaria com um vazio, como: "O que ler depois, Não quero ler mais nada, quando que sai a continuação, será que têm e-book??. OMG não aguentarei esperar até 2014 pelo encerramento desta trilogia, contagiante. Que venha logo A Redenção de Gabriel.

Se Você já gostou, amou o primeiro volume, não pode deixar de ler logo O Julgamento de Gabriel.

AVALIAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.