sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Resenha: Atormentada

Autor: Jeannine Garsee
Páginas: 367
Editora: Jangada

Sinopse: Rinn é uma garota bipolar, que mantém o transtorno sob controle com a ajuda de medicação. Ela mora com a mãe e estuda no Colégio River Hills, onde dizem que a piscina é assombrada por Annaliese, uma adolescente que se afogou ali vinte anos antes. Quando coisas terríveis começam a acontecer aos seus colegas e não a ela, Rinn promete descobrir por que não pode ser “atingida” pelo espírito de Annaliese. Ela consegue fazer contato com o fantasma, que não se mostra nada pacífico. Ao descobrir o motivo, Rinn pede ajuda para seu namorado Nate, e elabora um perigoso plano para descobrir a verdade. Logo realidade e fantasia se confundem, até Rinn perceber que é quase impossível diferenciá-las. Diante de uma força malévola que ameaça a vida de todos de quem ela gosta, Rinn se pergunta se de fato pode confiar no que sente ou se está novamente perdendo o contato com a realidade.

Minha opinião sobre o livro:

Sobre a capa, a Editora manteve a mesma capa da edição americana  o que me agradou muito pois, adoro essa capa. Gosto de capas assim simples, mais belíssima  Tanto a capa na frente quanto atrás me agradou entre os motivos, opiniões, sinopses, chamadas atrás como gosto.

A diagramação do livro é simples, sem muitos detalhes. Gostei do espaçamento escolhido. A Fonte é times, tamanho 12. Os capitulos são separados, sendo intitulados por um título e subtitulo sendo ele a contagem dos meses, mas a data do dia do acontecimento  lembrando um diário. Todos seguem esse padrão " 3 meses + 14 dias - Domingo, 19 de outubro".

Uma ressalva que não posso esquecer, é de falar sobre a nota da autora. Gostei muito de chegar ao final da estória e descobrir como a autora planejou/pensou na escrita de Atormentada.

Nunca li nada da autora, esse é o primeiro livro que leio da autora. Garsee, têm mais dois livros "Say the Word" e "Before, After, and Somebody In Between", mas como não leio inglês ... :(

Gostei muito da narrativa da autora, ela é fácil, tranquilinha e flui com leveza  tornando uma leitura além de rápida e gostosinha para ler em um dia.

É a primeira vez minha, em que leio um livro com o tema, "Bipolar". Não conheço muito a respeito sobre a doença, só o que acabei lendo pela internet a respeito então não posso dizer a vocês se a autora conseguiu descrever bem como é o transtorno bipolar. O que posso dizer é que a partir da minha pouca informação sobre, acredito que a autora tenha usado o tema, esse é apenas um agravante para estória de Rinn.

Os sintomas do transtorno são contados, mas não é o foco da estória. O Foco aqui são os acontecimentos fantasmagóricos  que acontecem em volta da morte de uma garota. A doença de Rinn parece ser desculpa, pra trazer a toda a temática dos espíritos  e também para confundir a mente da pobre coitada. Sim eu fiquei com pena em alguns momentos, pois pensem comigo, ela já é bipolar, e quando muda sua vida, e ela até começa a melhorar, ela tropeça com esses casos fantasmagóricos  Tadinha é pra deixa-la mais maluca ainda! Esse é um pequeno porém do livro, que em alguns momentos se tornou um ponto negativo pra mim, mas nada que venha atrapalhar a leitura e deixar a estória ruim.
"Mais uma vez em fila, subo até o terceiro andar quase sem fôlego. Meus remédios fazem isso comigo por volta das duas horas da tarde todos os dias, e essa é uma das razões que me fazem detestar tomá-los.
Um antidepressivo.
Um estabilizador do humor.
Um antipsicótico suave.
Rivotril, um calmante para evitar ataques de pânico.
Ah, e pílulas anticoncepcionais, para que eu não surpreenda a minha mãe com um netinho vítima de má formação. Não que eu faça muito sexo ultimamente. Ou que eu faça algum."
Sobre o desenvolvimento dos personagens, e sua construção, para mim fluiu bem. A autora sobre passar bem os sentimentos, relações não deixando falhas, do tipo "contou a vida deste, mas esqueceu daquele", no momento certo todas as peças que os envolvem e se encaixam. De todos personagens o meu favorito é Nate é claro! Ele é fofo, carismático, apaixonante #Suspiros 

Rinn e Nate, são tão bonitinhos junto. Não consegui parar de lembrar da música "You're Still The One da Shania Twain", quando começa a ler os momentos deles juntos. Pra mim a música combina com o casal, e o clima caipira que Rinn usa pra zoar Nate. Vou sentir falta deste casal!
"Você fica aqui e segura a corda. E não se esqueça de me puxar se, você sabe, algo me atacar. He-he - minha risada morre diante da expressão furiosa dele. Um pequeno movimento, por menor que seja, e eu puxo você pra mim.
Ai, eu adoro quando você fala assim, desse jeito sexy!"


Alguns detalhes na trama, para mim pelo menos ficou um pouquinho clichê, mas não um que eu me aborrecesse  só esperava um pouquinho mais dos acontecimentos. Outro porém é que não gostem do fato que envolve a estória "espíritos/fantasmas", não serem resolvidos neste livro. esse é um dos motivos que me fizeram pensar: Ah uma continuação?

Terminei o livro coma seguinte pergunte: Será que têm continuação, pois no final do livro a autora deixa um gancho para uma continuação ou não. Sinceramente, eu não enxergo uma continuação, por mais que tenha gostado da história.


Apesar de uns poréns aqui e ali, não posso deixar de frisar que Atormentada, foi uma ótima leitura. Prazerosa e até apaixonante!

Atormentada, é uma estória fofa e instigante. Você começa a ler e não quer parar mais, é aquele tipo de livro que você não quer ser atrapalhada, não quer desgrudar da leitura enquanto você não chega ao final e quando chega fica triste por ter acabado.

AVALIAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.