quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Falando sobre: Gen Pés descalços


Hadashi no Gen, conhecido no Brasil como Gen - Pés Descalços,é uma série de mangá criada por Keiji Nakazawa.

O mangá foi publicado em várias revistas, incluindo a Weekly Shōnen Jump, de 1973 a 1985. Posteriormente foi adaptado para três live actions dirigidos por Tengo Yamada, esses foram lançados entre 1976 e 1980. A Madhouse lançou dois filme em formato anime baseados no mangá, um em 1983 e outro em 1986. Em 2007, uma adaptação para uma série de televisão foi produzida, sendo lançada ao ar nos dias 10 e 11 de agosto do mesmo ano. Entre 2000 e 2001, a Conrad Editora publicou no Brasil 4 volumes do mangá.  E em 2011 A Conrad Editora relança os mangás contabilizando até agora seis volumes. Ao todo serão 12 volumes.

A série começou em 1945 em Hiroshima e arredores da cidade, onde o garoto de seis anos de idade, Gen, vivia com sua família. Depois que Hiroshima é destruída pela bomba atômica, Gen e outros sobreviventes são obrigados a lidar com as consequências da destruição. A história é baseada nas experiências do próprio autor, Nakazawa, já que ele próprio é um sobrevivente da bomba lançada em Hiroshima.




Aos 6 anos, o autor e a família testemunharam o bombardeio de Hiroshima pelos EUA em 6 de agosto de 1945, no fim da Segunda Guerra Mundial. Ele perdeu o pai e dois irmãos no dia. Quando começou a trabalhar com mangás, na década de 60, relatou as experiências em várias obras autobiográficas como Kuroi Ame ni Utarete eOre wa Mita. Aos 73 anos, o quadrinista japonês Keiji Nakazawa, morre de câncer. 

Gen: Pés Descalços (Hadashi no Gen) saiu de 1973 a 1986 na Weekly Shonen Jump. As memórias de Nakazawa foram ficcionalizadas para a série, que contém uma forte mensagem antimilitarista. No Japão, a obra foi adotada por escolas, além de ter virado filme e anime. Em 1976, uma organização de voluntários chamada Project Gen formou-se para traduzir a série para outros idiomas.

No Brasil, Gen chegou entre 2000 e 2001 pela Conrad Editora a partir dos quatro volumes originalmente traduzidos pelo Project Gen para o inglês. A Conrad está relançando a obra no Brasil desde o ano passado, agora em sua versão completa com dez volumes, traduzidos do japonês. O quinto foi lançado este mês. Segundo a editora Choubunsha, a obra já foi publicada em mais de dez idiomas e vendeu mais de 10 milhões de exemplares.

Nakawaza estava aposentado desde 2009 deviDois filmes foram feitos a partir da série. Gen Pés Descalços 2, de 1986, tinha uma perspectiva expressionista, muitas vezes. A queda da bomba era mostrada primeiro do ponto de vista americano, protocolar e impassível. Em seguida, quando a bomba explodia, já era vista do ponto de vista dos habitantes japoneses da ilha, que viam as pessoas sendo vaporizadas e os edifícios explodindo em múltiplas cores. "Não há Godzillas expostos à radiação ou supermutantes, somente realidades trágicas", definiu Art Spiegelman.do à diabetes e a um problema de catarata. Descobriu o câncer no pulmão em 2010. Há três anos, quando do relançamento de Gen nos EUA (pela primeira vez na versão completa), o autor declarou que queria presentear a coleção ao presidente Barack Obama para incentivá-lo a impedir a proliferação de armamento nuclear.

Fontes: Wikipédia, Omelete e Jornal Estadão



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.