quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Resenha: Cruzando o caminho do sol {Livro}

Autor: Corban Addison
Páginas: 448
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida dos pais e da avó das meninas. Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer um... Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D. C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou. Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos. Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escravidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.

Minha opinião sobre o livro:

Gosto do trabalho de capa do livro, ele é simples, mas traz uma beleza na sua simplicidade. A Menina de Olhos fechados e os desenhos indianos, (acredito se tratarem de desenhos de rena). O Porém da capa é só a citação, que pra mim não era necessária. A Diagramação interna do livro está muito bela e caprichadinha contando com, letras medianas tamanho 12, fonte times, folhas pólen, capitulos separados tendo em si sempre uma ilustração de uma flor de plano de fundo, e um quote abaixo do nome do capitulo, que está enumerado sempre como" Capitulo um", contando ao total com 33. Não posso deixar de falar dos detalhes e de que o livro está separado por quatro partes. Nesta folha onde encontrasse escrito "Parte Um" a diagramação conta com os cantos de cima e abaixo de desenhos indianos, como aquele simbolo (acredito ser um simbolo), na capa! E todos esses detalhes pequenos ou não deixam o livro mais belo ainda.

O Kit desta vez contou com caixinha, marcador personalizados do livro, mais uma pulseirinha, e claro o livro.

Recebi faz um bom tempo, mas nunca me encontrava no clima para leitura, e sempre que pensava vou ler, acabava, optando por outra leitura. Acredito que estava me guardando, pois sabia que seria um livro pesadinho, com um tema forte embutido na estória. Mas enfim, depois de tanto tempo, de ver ele esquecidinho ali na minha estante resolvi colocar ele na maratona literária, e criar vergonha na cara e ler ele logo. E posso dizer a vocês que não me arrependo da espera, pois acredito que pra mim esse foi o momento de lê-lo.
[...]'Ela se lembraria da pessoa que ela foi e da Índia que conheceram antes de toda aquela loucura. O mundo podia roubar sua liberdade; podia acabar com sua inocência; podia destruir sua família e arrastá-las por caminhos para além de seu entendimento. Mas não podia privá-las de sua memória. Apenas o tempo tem esse poder, e Sita iria resistir a todo custo. O passado era tudo o que restava para ela.''[...]
Depois de Garotas de vidro, não lembro de ter lido outro lido que fosse pesado, que trouxesse em si essas sensações que mexem com você. Mesmo com essa pedra no coração, gostei muito do livro. Este é aquele tipo de livro, que traz consigo uma importante mensagem junto com a estória, te fazendo assim, pensar e analisar os fatos, aqui narrados.

A Narrativa do autor me surpreendeu e muito. Foi uma narrativa, muito bem trabalhada, percebe-se no decorrer do livro que o autor sabia muito bem do que estava falando. 

Tanto a estória, quanto os personagens estão muito bem construídos. A estória desenvolve-se muito bem, fluindo tranquilamente, mesmo com esse tema pesado a narrativa de Addison, te prende do começo ao final do livro.
[...]"Você não está aqui porque eu sinto prazer no comércio sexual. Você está aqui porque existem homens que gostam de pagar por sexo. Eu sou apenas o intermediário. Alguns homens de negócios vendem objetos. Outros vendem conhecimento. Eu vendo fantasias. É tudo a mesma coisa."[...]
Como já disse, e inúmeros leitores já falaram, Cruzando caminho do Sol traz uma história de força, fé, amor, medo, família. É tanto pra falar a respeito da estória, que tenho medo de contar algo sem querer, por isso procuro trazer, mais minhas sensações que tive no decorrer da leitura.

A Nota do autor, de como foi seu trabalho de pesquisa para a construção do livro lembrou-me de filmes, e claro da não tão muito recente e encerrada novela Salve Jorge, mas não só a nota como a estória lembram destes fatores.
[...]"O mundo podia roubar sua liberdade; podia acabar com a sua inocência; podia destruir sua família e arrastá-las por caminhos para além de seu entendimento. Mas não podia privá-las de sua memória. Apenas o tempo tem esse poder, e Sita iria resistir a todo custo."[...]
Não posso esquecer de ressaltar, que se tratando de seu primeiro romance, Addison, me surpreendeu mais ainda!

Pra quem gosta de livros que mexem com suas emoções, e que trazem uma emocionante mensagem junto com a narrativa, Cruzando o Caminho do Sol é uma ótima leitura!


AVALIAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.