domingo, 20 de outubro de 2013

Resenha: Rose Tempestade {Livro}


Lealdade, Dedicação, Bravura de um cão e seu dono!

O Livro Rose na Tempestade do autor Jon Katz, traz uma história emocionante entre um homem e um animal. Rose é aquele livro que te prende, te aperta o coração. Uma história que vale a pena ser lida. O Escritor best-seller do The New York Times, é conhecido por seus livros sobre animais, vida no campo e cultura geek. É também colunista do The New York Times e da revista Rolling Stone. Começou a escrever sobre bichos ao adquirir um border collie que — segundo ele — mudou sua vida, levando-o a morar em uma fazenda. É apaixonado por cães, mas não defende o tratamento humanizado que muitos animais de estimação recebem. Acredita que tratá-los assim é esquecer-se de sua natureza animal. Vive em uma fazenda com sua mulher, seus quatro cães, duas mulas e dois gatos.
  Em relação, a capa, preciso ressaltar a vocês, que as imagens foram muito bem escolhidas e dispersas na capa. A escolha da paleta de cores vem só para agregar mais na elaboração. É interessante ligar a foto da capa, com a foto do cachorro do autor. Está é mais uma das minhas capas favoritas dos lançamentos de outubro da editora. Ah e não posso esquecer de falar que ela é muito mais linda que a capa original!! Já em relação a diagramação interna ressalto os seguintes pontos; a fonte é times, tamanho doze espaçamento normal, o diferencial são letras maiúsculas no decorrer do começo do texto ou pelo meio dele. Os capitulos são separados sendo eles contados por números decimais contendo acima sempre a ilustração da cabeça de um cão o que eu achei lindo. Ao total o livro conte 15 capitulos mais o epilogo. O livro já inicia com a seguinte citação: (2013, Pg.7 ) "Não existe gloria maior do que morrer por amor.-Gabriel García Márquez"
  O livro trás a história de Sam, dono de uma fazenda em Granville, que encontra-se sozinho desde que sua esposa Katie faleceu de uma doença. Sua nova/única companheira agora é Rose, uma Border Collie (cão pastor). Juntos, eles mantêm o funcionamento da fazenda e aprendem a lidar com situações inevitáveis/conflitantes como a chegada e a longa duração de uma nevasca colossal que ameaça não só a pecuária , mas Sam e Rose.Um romance da união do amor/carinho com o trabalho contato através dos olhos não do homem, mas do animal.
  A Narrativa de Jon Katz é prazerosa, e fácil de ser lida, o autor consegue falar com uma simplicidade que alcança nossos corações, nos deixando atentos a sua escrita do começo ao fim. A construção dos personagens estão caprichadinhas e bem amarradinhas, tanto do lado animal quanto do lado humano. Segue duas citações, uma na voz dele: (2013, Pg 35) "Sam ficava sempre agitado e insatisfeito quando ela estava perto da estrada, berrava-lhe para que voltasse ou parasse quando corria atrás de carros e caminhões." e outra na voz dela: (2013, Pg.99) "Ela ouviu o cachorro selvagem latir bem atras de si agora. Continuou a subir a colina, a esforçar-se em direção ao celeiro sobre estacas, e então, luando para respirar, abriu caminho pela neve e viu as ovelhas, todas comprimidas num canto seco e abrigado do furioso vento." Não sei se vocês conseguiram sentir o que falei a repeito da narrativa, nestas quotes/citações, mas espero que os exemplos sirvam pra explicar/deixar claro. Gostei de como o autor levou a narrativa, e como ele demostrou nela os pensamentos que Rose compartilha com nós leitora, nos deixando a par do seu lado da estória, causando desde a curiosidade, a emoções diversas.
  Ressaltando alguns pontos que pensei no decorrei da leitura como: A lembrança do filme Lassie no decorrer da leitura, não tive como não pensar nele; ou o fato de estar imaginado ele nas telefonas, e criando as cenas, e o preparo para a sensação do coração apertado que essas histórias como a de Rose me causam! Outro ponto qu quero dividir com vocês é minha dúvida, ou pequena confusão referente a cachorra, o livro trás uma história baseada ou ficcional do anime do autor? Fiquei o tempo inteiro pensando será que isso aconteceu, ou foi enfeitado, e o que de real têm de Rose e do autor no livro. Estes foram alguns dos pensamentos que tive no decorrer da leitura, alguns respondidos outros não muito. 
  Preciso dividir com vocês, meu amor por animais. Pra quem não sabe sou apaixonada por cães e gatos, entre outros sendo esses minhas paixõezinhas, com isso quero dizer a vocês que, sempre que encontro um livro que traz animais como tema, ou tenha essa referência do amor entre um homem e um animal, fico empolgada, por descobrir sua história. Então se você como eu adora essa mistura entre animal e homem, e uma linda estória conheça Rose na Tempestade. Pra encerrar quero terminar com uma passagem de Rose que gostei muito, é claro que tem inúmeras outras, mas essa não podia deixar de dispor aqui: (2013, Pg99) "Ela entendia melhor as ovelhas do que as pessoas, mesmo Sam. Este a confundia com frequência, mas as ovelhas jamais.


Para ele seria difícil compreender o amor. A não ser que uma cachorrinha pudesse ensiná-lo... Antes que fosse tarde.

Título: Rose na Tempestade
Autor: Jon Katz

Sinopse: No meio de uma terrível nevasca, a cadelinha Rose insiste em dar conta de seu trabalho como pastora enquanto nos deixa a par de suas curiosas reflexões: onde está Katie, que ela nunca mais viu, embora seja capaz de sentir sua presença em todo lugar? Quem será aquele cachorro selvagem que parece seu amigo? Por que Carol, a mula, fica parada mesmo debaixo de toda a neve que cai? E onde foi parar Sam, que sumiu depois daquele barulho todo? Mas Rose não tem muito tempo para suas reflexões divertidas — e às vezes bem corretas. Agora ela deve voltar sua atenção para uma coisa muito mais séria: correr atrás de Sam, tentar encontrá-lo e, quem sabe, salvá-lo. No entanto, alguns perigos podem ser intransponíveis para uma cachorrinha...


AVALIAÇÃO

2 comentários:

  1. Tenho um pouco de receio em ler esse livro, pois tenho uma cachorrinha e, vai que acontece alguma coisa na história que me mate de chorar?!
    hehehehe

    Beijos
    Isa
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se se você choraria com a estória, ela é de apertar o coração, emocionante que nós deixa a par de uma visão diferente, ou o cão ganha mais vida própria. Eu não chorei, mas fiquei tensa. Rose foi uma surpresa e um ótimo livro, e pra quem ama animais como nós eu acredito ser uma ótima leitura, mas isso depende de gosto e se você está preparada para ler ou não.

      Obrigada pelo comentário querida!
      Abraços!!!

      Excluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.