quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Resenha: O Dom {Livro}


Saia da zona de conforto ...
vá para o confronto!

  O Dom é o segundo livro da série e não trilogia como pensava quando li o primeiro livro Bruxos e Bruxas, escrito por James Patterson e seus coautores Gabrielle Charbonne, Ned Rust e Jill Dembowski. (Não sei se terão mais novos coautores mas este são os que encontrei nas minhas pesquisas).
  James Patterson é um romancista nova-iorquino conhecido por seus livros de suspense, mistério e magia que agradam tanto aos adultos, quanto aos adolescentes. Ícone da cultura pop, Patterson já apareceu na série Os Simpsons e fez uma ponta, como ele mesmo, em Castle. Ganhador do prêmio Autor do Ano (2010) da Forbes, é também de James Patterson o recorde de escritor com o maior número de títulos entre os mais vendidos (76) do The New York Times. Casado com Susan Patterson, o casal vive a maior parte do tempo na Flórida.Sobre o kit, desta vez a editora criou uma caixa personalizada, simplesmente linda, acompanhada de marcador personalizado e muito criativos, e uma caixinha com quadro saquinhos/almofadinhas (?) duas das cores laranja com o B do primeiro livro, e duas na cor azul com o D do segundo livro (este que voz falo), e claro mais o exemplar do livro. Já sobre o material gráfico do livro o que posso dizer é que ele esta seguindo o padrão do primeiro. O livro tem, aquela textura aveludada, amada por muitos e mal vista, por outros. Desta vez a capa trás no D só a Wisty. A diagramação interna também segue o padrão da primeira, contando com folhas amarelas, fonte times, tamanho doze, capitulos separados contabilizando ao total com 100 capitulos. No final do livro nos deparamos com uma pequeno guia de trechos da nova ordem com suas banições, tendo exemplos de cantores, livros, quadros, palavras. O livro ainda está separado por partes sendo elas: Livro um: A Menina com o Dom; Livro dois: No templo das tentações; Livro três: O fim dos Allgood.E pra encerrar o epílogo: Um espetáculo, como prometido. (2013, Pg.50)"Sabe aqueles telões que vemos nas ruas na parte deles da Superfície? Eles funcionam como câmeras também. Se você está assistindo a um desses programas de notícias, é bem capaz que ele esteja vendo você também."
  Desta vez nos deparamos coma solução da finalização do último livro, e novamente nos encontramos com as fugas dos irmãos Whit e Whist, além de descobrir mais dos seus poderemos, nos deparamos com novas situações, indo do engraçado, apavorante ao novo!
  Último livro que li antes de iniciar minhas férias, encerrei ele no último dia de aula, indo rumo a uma prova. Sua leitura me tranquilizou, pois estava um pouquinho apavorada com a prova #Risos. 
  Bom sem mais devaneios, queria ter lido assim que recebi ele, mas acabei lendo outros antes de ler O Dom. Também estava deixando pra mais depois, pois imaginava que este livro iria me deixar numa curiosidade incessante. O que acabou acontecendo! (2013, Pg.28) "Você falhou ao tentar capturar Wisteria Allgood, e falhar não é opção neste Admirável Mundo Novo."
  A narrativa melhorou neste livro, acredito que Ned Rust tenha me conquistado mais que a outra coautora Gabrielle Charbonne em Bruxos e Bruxas. Mesmo mudando de coautores, a narrativa não mostrou tanta diferença, continua rápida, fluente e fácil. Você consegue ler ele numa sentada só. Os personagens estão melhores neste livro. Aparecem alguns personagens novos aqui, não são muito explicados, mas ajudam na trama. Tem personagens velhos que seguiram rumos que me deixou surpresa, e outros continuaram na mesma. Um ponto importante também em relação ao primeiro livro que não posso deixar de falar aqui que me incomodou foi a caraterização de Whit que lembrava mais uma garota que garoto e que neste livro, não me passou mais essa imagem. Também não posso deixa de falar em relação aos personagens que tenho gostado bastante é o senhorito fuinha. Os apelidos que Wisty continua a dar/criar para Brian Swain me fazem soltar risinhos. Quero mais de Byron-traidor-puxa-saco-fuinha *O*.
  Novamente este livro termina com aquele final, do primeiro, os irmãos para serem mortos. E minha curiosidade para ler O Fogo, só ficou maior ainda.
  O Dom está melhor que Bruxos e Bruxas, os acontecimentos e personagens estão melhorando no decorrer dos livros. Ainda têm algumas coisinhas que me incomodam, como os nomes dos personagens que continuo a confundir, e algumas atitudes deles, que acredito iram ficar mais madura nos próximos livros. Em resumo eu gostei do livro, e quero continuar lendo a série, que mesmo tendo alguns poréns consegue me deixar curiosa!
  Bom, não sei mais o que falar do livro pessoal, tenho medo de começar a me empolgar e acabar soltando algo que não devia. O que posso ressaltar é que a série Bruxos e Bruxas, têm seu público, (jovem) que gosta de sobrenatural bruxas, aventuras e ação, e se você for esse leitor e ainda não conhece os livros, procure para ler, pois acredito que iram gostar dos livros.



Série Bruxos e Bruxas

1° - Bruxos e Bruxas James Patterson, Gabrielle Charbonne (resenha)
2° - O Dom - James Patterson, Ned Rust (resenha atual)
Futuros Lançamentos:
3° - O Fogo - James Patterson e Jill Dembowski (2014 BR)
4° - The Kiss - James Patterson e Jill Dembowski (Sem data para lançamento BR)
5° - The Lost - James Patterson (Sem data para lançamento BR)

Título: O Dom - Witch & Wizard - Livro 02
Autor: James Patterson, Ned Rust


Sinopse: Os irmãos Allgood nunca desistem de lutar contra os poderes autoritários e desumanos d’O Único Que É O Único, mas, agora, eles estão sem Margô — a jovem e atrevida revolucionária; sem Célia — o grande amor de Whit; e sem seus pais — que provavelmente estão mortos... Então, em uma tentativa de esquecer suas tristes lembranças e, ao mesmo tempo, continuar seu trabalho revolucionário, os irmãos vão parar em um concerto de rock organizado pela Resistência onde os caminhos de Wisty e de um jovem roqueiro vão se cruzar. Afinal, Wisty poderá encontrar algo que lhe ofereça alguma alegria em meio a tanta aflição, quem sabe o seu verdadeiro amor... Mas, quando se trata destes irmãos, nada costuma ser muito simples e tudo pode sofrer uma reviravolta grave, do tipo que pode comprometer suas vidas. Enquanto passam por perdas e ganhos, O Único Que É O Único continua fazendo uso de todos os seus poderes, inclusive do poder do gelo e da neve, para conquistar o dom de Wisty... Ou para, finalmente, matá-la.

AVALIAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.