sábado, 29 de março de 2014

Falando Sobre: O Negócio {Seriado}



      Fugindo do convencional. Mesmo.



  No ano passado estreou na HBO a série mais, digamos, intrigante do ano. rsrs 

  O Negócio conta a história de Karin. Uma prostituta que, farta de ser explorada por seu booker Ariel, resolve, com a ajuda da amiga Luna, a aplicar estratégias de marketing para seus "serviços de qualidade de vida".
  
Juliana Schalch e Rafaela Mandelli, que dão vida à Luna e Karin


   Eu fiquei suuuuuper curiosa quando vi o comercial dessa série, antes da estreia, que passava o tempo todo no intervalo de Game of Thrones e True Blood. E pensei: "prostituição + marketing? WTH? Preciso ver no que isso vai dar" e me surpreendi.
  Tenho certeza que muitos ficarão: 
Série brasileira, socorro!
  Mas deixem o preconceito de lado porque não estamos falando da Globo Filmes e sim da HBO. 
  Todos os episódios tem nomes de conceitos de marketing (por isso a maioria em inglês) e em quase todos esses conceitos são aplicados na prostituição. E dá certo! hahaha Os criadores devem ser apaixonados por marketing, assim como a Karin se torna.

  Durante a trama, as amigas Luna e Karin (que na verdade se chamam Maria Clara e Joana, mas escondem seus nomes por motivos óbvios) conhecem a terceira sócia de sua empresa: Magali.
   E assim as três amigas - que se tornam inclusive prostitutas de luxo - tem que lutar para manter de pé tudo o que construíram, já que sempre tem alguém querendo acabar com a festa: colegas concorrentes, Ariel (o ex-cafetão de Karin e um pé-no-saco) e até a justiça. Acreditem, mulheres traídas são o menor dos problemas das três.

   
Michelle Batista como Magali

  Com personagens muito bem construídas vem uma trama muito divertida.
  As três protagonistas tem personalidades bem diferentes, o que deixa tudo muito mais legal: Karin tem um jeito amargurado, é uma pessoa mais séria e luta com afinco por tudo o que quer, a palavra "impossível" não existe pra ela; Luna é mais descolada, divertida e é a queridinha de sua família (que nem sonha com sua profissão). Seu grande objetivo é se casar com um milionário e largar a carreira. É também a narradora da história; Magali é com certeza a mais divertida. Completamente pirada e sem juízo, a moça (que não era garota de programa antes) vivia sustentada por amantes que encontrava aqui e ali e morando sempre em hotéis.




  Além das três (que não tem como não amar) ainda temos outros personagens: Oscar e Augusto (os mocinhos lindos da história), Sônia, Yuri, Lívia, entre outros. E é claro, o pilantra do Ariel (interpretado pelo Guilherme Weber).
   A série é muito, muito boa. Nível HBO de produção e... ah, é claro, é cheia de cenas de sexo e bewbies pra lá e pra cá. Se as séries que não falam de prostituição já são recheadas de cenas +18, imagina essa. Mas se fosse exibida em canal aberto (mesmo sem nenhuma cena de sexo) imagina a polêmica. MAMILOS! Literalmente... hahaha.

   Então é isso gente do bem. "O Negócio" merece uma olhada. É inteligente, divertida e digamos... inovadora.  Vale super a pena. Tanto que garantiu uma segunda temporada que já está sendo gravada e estreia provavelmente ainda no 1º semestre desse ano.
   Fiquem com um trailer da série:



     
   
  
          PS: Acho que seria mais legal ainda se a Luna tivesse algum nome começado em T, porque assim as iniciais das três dariam a sigla de Marketing. well well...
       Então é isso. Beijo!! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.