quarta-feira, 26 de março de 2014

Resenha: Aconteceu em Paris


Amar não é encontrar uma pessoa com quem você queira viver junto.

  O Livro Aconteceu em Paris de Molly Hopkins, não trás apenas um romance para te causar suspiros, mas uma estória divertida. Um romance engraçado, que propem uma leitura de lazer, para você passar o tempo divertindo. Molly Hopkins cresceu em East Kilbride, perto de Glasgow, e teria ficado por lá se não fosse tão frio. Agora mora em Middlesex, onde, segundo ela, “;é muito, muito mais quente”;. Vive tentando perder peso, mas não aguentou mais de duas semanas junto aos Vigilantes do Peso. Tem mania de pesquisar coisas que sabe que não vai usar nunca. E adora escrever na cama. Aconteceu em Paris é seu primeiro romance.
  Sobre a arte gráfica do livro e o trabalho de diagramação tenho ponto positivos e negativos a respeito. Começando com os negativos, não gostei muito da escolha da capa no quesito imagem, preferia muito mais a ilustração fofa dos bonequinhos, que tinham nos banner de divulgação do livro do que a imagem do casal. Os tons de azuis, para mim bem a tomar um ponto positivo, pois amo cores/tons azuis. Em relação a diagramação o livro segue com a folha padrão dos livros da Novo Conceito, que é a pólen (amarelinha), a fonte é times, tamanho doze, os capitulos são separados sento eles intitulados da seguinte forma, "Capitulo 2", e acima sempre há uma ilustração da Torre Eiffel.  Ao total o livro conta com cinquenta e seis capitulos. Aqui a Novo Conceito, ganha muitos pontinhos, fazendo com que o fato da capa não ter me agradado muito seja esquecido. Mais um fator sobre a capa, o cara têm ou não têm semelhanças do Tom Cruise? Bom eu achei as feições parecidas, e isso fez com que no começo da leitura, ao conhecer Rob eu imaginasse ele com o perfil do ator, mas isso foi desfeito ao longo da narrativa da autora, que se sobrepôs ao meus achismos.  Não posso esquecer de ressaltar que no final do livro encontram-se em duas paginas um questionário de viajem para você responder.
  O Livro trás a estória de Evie, atrapalhada, divertida e sonhadora. Ela deseja ser guia de turismo e através de sua lábia e mentiras a parte, Evie consegue seu primeiro trabalho. Tudo inicia-se com sua viagem a Paris, onde não só seus sonhos extravagantes de viagens estarão a sua espera mas um amor inesperado. (2013, Pg.245) “Amar não é encontrar uma pessoa com quem você queira viver junto. É entender que encontrou uma pessoa e não pode viver sem ela.”
  Sobre a leitura, posso iniciar falando que, esse foi um livro que não me causou apenas suspiros, os vislumbres de uma cidade apaixonante, mas risos, que me envolveu da forma que não imaginaria que me envolveria. Com uma narrativa gostosinha, causando ao leitor a sensação de estar ligados a estória Hopkins, prende-nos do começo ao fim de sua narrativa. A construção dos seus personagens, está caprichadinha, a autora conseguiu que nós leitores, se envolve-se, não só com os protagonistas, mas os secundários nos chamam atenção. A autora consegue manter o foco em Rob e Evie, mas ela não nos deixa a desejar com os outros personagens, tais como Lulu, Nikki, Lexsy e as gêmeas Beckey e Lauren. Mas focando nos personagens principais. Evie é uma personagem cativante, engraçada que consegue não só nos deixarmos apaixonados pelo seu trabalho (olha eu me imaginando no seu lugar, nã nã), como nos diverte com sua vida, escolhas e atitudes, enquanto Rob, é o sonho de consumo da maioria das mulheres, inteligente, lindo que adoraria que esbarra-se em mim. (risos) Mas preciso confessar que apaixonei-me pelo seu personagens, porque vivo no mundo imaginário, no real, não acredito que haja um homem tão perfeito assim, e se existe é a minoria, e eu não tropecei em nenhuma ainda.
  Em ralação a continuação do romance, preciso começar contando a vocês, como eu sou uma pessoa caduca Antes de pedir o livro pra resenha, fui li a sinopse, e ali no skoob dizia que era o livro um, e acreditem eu não me lembrava deste fator, só quando estava pegando a sinopse, para por abaixo da resenha que eu me toquei, "Opa esse é o livro um, como assim?", palmas para minha patetice. A partir deste comentário quero seguir com o outro em que jurei que Aconteceu em Paris, era um livro único, digo isso pois Hopkins conseguir amarrar e desamar os nós de sua narrativa, e não vejo onde possa haver uma continuação. Acredito que o próximo livro não será mais focado nos protagonistas e sim em outro casal, não/sim? Não só o fato da autora ter fechado muito bem a história, mas como há mais personagens a ser explorados, estou acreditando fielmente que o foco será em outros personagens. (Bom isso é o que eu queria que acontecesse). E se o foco permanecer com Rob e Evie, como autora continuara a história deles? Estou em uma curiosidade extensa, para saber como será esse segundo livro, e se alguma de minhas perguntas serão respondidas. Nesta citação vocês, podem ver/sentir um pouco do lado embaralhado e divertido de Evie (2013, Pg.20) ‘’Eu quero viajar, conhecer novas pessoas e ser paga para isso. – Eu me contorci. Isso soava fútil até mesmo para mim. Nesse caso, você já pensou em seguir carreira como astronauta? (...) Primeiro – ela começou -, você não tem senso de direção. Segundo – ela me encarou sem piscar os olhos castanhos -, sua mala foi parada pelo controle de alfandega e explodida como medida de segurança na nossa viagem para Espanha, onde acabamos presas em Málaga por onze horas até seu pai pagar a fiança ’’ e mais a frente em outro momento, (2013, Pg.41) "Sei que não havia necessidade de me arrumar para uma festa infantil, e talvez eu tenha extrapolado um pouco, mas, honestamente, algumas mães exageraram. Calças largas de moletom foram feitas para a academia ou para ficar em casa, chinelos de dedo, para a praia, e camisetas cobertas de vômitos e café, para a máquina de lavar. Então, por que alguém apareceria em público vestida em trajes tão horríveis?"
  Aconteceu em Paris é um livro grande, assusta um pouquinhos, mas suas 480 páginas nem parecem ser muitas como você mergulha na narrativa conquistante de Molly. Quando menos esperar você finaliza ele da seguinte forma: "Mas já acabou".
  Concluo minha opinião ressaltando que Aconteceu em Paris, por mais que tenha sido uma leitura muito gostosinha ainda não é uma cinco estrelas, por causa de alguns pontos decorridos na narrativa, mas nada que faça a leitura ser ruim. O que falta agora é uma adaptação para Aconteceu em Paris, digo isto porque quem leu acredito ter tido a sensação que tive, de estar assistindo a uma comédia romântica, daquelas que gruda. Se você gostou da minha opinião e ficou curioso a respeito, leia e conte suas opiniões sobre o livro de Molly Hopkins.

Título: Aconteceu em Paris 
Série: Eve Dexter
Autora: Molly Hopkins

Sinopse: Evie Dexter quer fazer carreira como guia de turismo. Determinada como é, e cheia de coragem por causa de um ou outro drink, ela logo começa a “melhorar” seu currículo. E consegue um ótimo emprego: acompanhar turistas por toda Paris.Agora é só uma questão de se firmar como profissional demonstrando o seu melhor. Mas os vinhos franceses são tão gostosos... E seu tutor, Rob, é bonito demais!

O primeiro romance de Molly Hopkins é um livro que todo mundo gostaria de ler. É verdade que você pode se incomodar com o comportamento de Evie quando ela descobre que Rob é muito rico, e pode até ser que você ache que Rob é exageradamente controlador. Mas nada é maior que as gargalhadas que você dará quanto mais conhecer a garota descomedida, apaixonada e com um imenso coração que é Evie. Uma moça como muitas que conhecemos.

AVALIAÇÃO

5 comentários:

  1. Oi Eduarda!
    Eu também li "Aconteceu em Paris" e concordo com você quando disse da comédia romantica :)
    Achei um livro muito divertido, e leria de novo só para passar o tempo, ou apenas para dar boas risadas.

    Beijos!
    Fernanda (http://blogimaginacaoliteraria.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Querida ;) Foi eu que li e não a Duda hihi ... Eu gostei muito do livro pelo fato dele me divertir, e ter me feito passar horas tranquila com uma leitura gostosinha, divertida que ao terminar me deixou com vontade de assistir um filme com o mesmo embalo do livro ;)

      Abraços ;)

      Excluir
  2. Lembro que ano passado uma colega de faculdade (de turismo!!! rsrsrs não sabia que o livro era sobre isso) esqueceu ele na sala e eu devolvi no dia seguinte. Ou ela ia esquecer e depois voltou pra pegar? rs não lembro mais. Mas eu não li a sinopse e nem quis porque partilho dessa sua opinião sobre a capa (e realmente, o cara parece o Tom Cruise), achei o uó. Mas agora lendo a sinopse eu gostei muuuuito. Nada como um chick-lit pra animar a vida. Eu tô lendo É Agora ou Nunca, da Marian Keyes e gostando bastante também.
    Vou marcar Aconteceu em Paris no skoob, porque realmente me chamou a atenção.
    Adorei a resenha Angel!


    bjs bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duda minha linda *O* sim a Fernanda pensou que fosse você quem escreveu a resenha hihi

      Como sua colega esquece os livros, eu sou tão caduca que não consigo sair da sala sem olhar minha classe acima e abaixo pra ver se não deixei nada. hahahahahahahahah

      Ahhhh que bom que não fui só eu que achei o modelo a cara do Cruise ;)

      Estes livros são tão gostosinhos para lermos para desapaziguar a mente, distrair, e se divertir com uma leitura leve né. Fico feliz que tenha gostado da resenha ;))

      Bju bju minha linda!

      Excluir
  3. Agora que vi que a outra ali comentou pra mim. rsrs

    ResponderExcluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.