quinta-feira, 3 de abril de 2014

Resenha: Divergent


  Demais!!! Ruim demais.


Autora: Veronica Roth
Páginas: 492
Editora: Katherine Tegen Books
SINOPSE ORIGINAL: In Beatrice Prior's dystopian Chicago, society is divided into five factions, each dedicated to the cultivation of a particular virtue—Candor (the honest), Abnegation (the selfless), Dauntless (the brave), Amity (the peaceful), and Erudite (the intelligent). On an appointed day of every year, all sixteen-year-olds must select the faction to which they will devote the rest of their lives. For Beatrice, the decision is between staying with her family and being who she really is—she can't have both. So she makes a choice that surprises everyone, including herself. During the highly competitive initiation that follows, Beatrice renames herself Tris and struggles to determine who her friends really are—and where, exactly, a romance with a sometimes fascinating, sometimes infuriating boy fits into the life she's chosen. But Tris also has a secret, one she's kept hidden from everyone because she's been warned it can mean death. And as she discovers a growing conflict that threatens to unravel her seemingly perfect society, she also learns that her secret might help her save those she loves . . . or it might destroy her. 



  Beatrice Prior é uma jovem de 16 anos que vive em uma Chicago futurista dividida em facções: Abnegation, Erudite, Dauntless, Amity e Candor (traduzidas como Abnegação, Erudição, Audácia, Amizade e Franqueza). Apesar de ter nascido e crescido na Abnegação, Tris não se sente totalmente parte de seu povo.

  Todos os jovens da idade da protagonista devem passar por um teste de aptidão que irá determinar a qual facção eles pertencerão pelo resto de suas vidas (francamente, que tosqueira).
  Há um problema... nem todos se encaixam em algum lugar e os que ficam de fora (factionless) são marginalizados e vivem na miséria (¬¬'). Por conta disso, Tris - que já é meio estressada - fica cada dia mais aflita conforme seu teste se aproxima.
  No dia do teste, onde vai acompanhada do irmão Caleb, Beatrice está angustiada pois no fundo sabe qual seu verdadeiro lugar. 
  Ao ser testada, a administradora dos testes, Tori Wu, dá a Tris a notícia que ela já esperava: ela é Divergente! 
  

   Avaliação: 

  Qual o problema de ser um divergente, minha gente? Quem é divergente é um ferrado na vida, pois divergentes são aparentemente mais inteligentes (? haha) e por não pertencerem a lugar nenhum podem atrapalhar o sistema, portanto devem ser mortos.
  Vocês ainda precisam saber que tanto Caleb quanto Tris mudam de facção - para a vergonha de seus pais - e que é quando começa a se questionar sobre esse regime em que vivem que Tris decide que não concorda com ele. Vish!
  Trisloucada acaba ficando na Dauntless e lá passa por poucas e boas. Recebe apelidos, apanha (mas também bate), ganha olhares de desdém por ser uma boa competidora (claaaaro que ela é a melhor né gente), se apaixona e faz amigos, uns mais chatos e estranhos que os outros...

  Parece que esse é o livro de estreia da autora. E se não fosse eu ia ficar muito decepcionada hein coitada, mas enfim, todos podem melhorar.
  O que me deixou surpresa e triste: todo mundo gosta dessa série (sim, são uns três livros)! Quero muito entender qual a razão. Por quê? Why? Pourquoi?
  Não tem nada, nada, nada, mas nada mesmo de interessante nessa distopia que é igualzinha a todas as outras que vem sendo lançadas. E não apresenta nem uma história original. Consegue ser pior que "Jogos Vorazes", com o qual é muito parecido - ruim igual. Me convençam que não é imitação.
  Vocês não podem cair nessa de "vai contra o sistema", é um livro inteligente, sobre não se calar diante das injustiças. Não, minha gente, não!!! Isso não é desculpa pra falar que o livro bom. Conteúdo vai muito, mas muito além disso.
  Personagens muito mal explorados, sem amadurecimento. Situações óbvias seguidas de situações completamente absurdas! Romancezinho clichê (mas nem tanto, vai) e muito sem graça. Escrita pobre!!! É assim que eu fui torturada por quase 500 PÁGINAS!!! Metade de pura enrolação, claro.
  Engraçado que em alguns momentos eu até gostava da Tris, porque ela se mostrava uma menina esperta, mas não sei, acho que ela tem bipolaridade ou algo assim. Ou vai ver eu é que tenho.

    
"Divergente"?

Capas nacionais

  O livro existe no Brasil e o nome é o mesmo: "Divergente". Além disso, aqui já foram lançadas também suas continuações (das quais eu quero distância): "Insurgente" e "Convergente". Ah, mas se essa série tem uma coisa positiva é o fato de os livros terem nomes bonitinhos. Eu adoro. 
 E ah, tem um filme que vai ser lançado nesse mês ainda se não me engano. E pelo jeito vai ser tão ruim quanto o livro (pior não dá). Fiquem com o trailer:


                                
                                       Mas que merda, Kate!!! 


  Beijos (e não façam macumba pra mim) !



9 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Nossa kkkk. Eu quero muito ler esse livro, apesar de já ter pego um spoiler do ultimo livro que eu quase matei uma pessoa haha. KKKK Vc é a primeira pessoa que escreve uma resenha falando mal desse livro kkk.

    https://mundodosmngas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcos, pois é. Além de mim conheço um amigo meu que também detestou, mas só. Eu fiquei muito curiosa pra ler porque pensei que poderia apresentar algo diferentes dessas distopias que vêm sendo lançadas... mas não. rs E não é bem escrito, além de tudo. Fiquei sabendo que os outros dois livros são ainda piores. hehe

    Obrigada pelo comentário. Volte sempre! ;*

    ResponderExcluir
  4. Oi, Eduarda.

    Que pena que você não gostou do livro. Achei a escrita da Veronica um máximo e a construção distópica muito bem feita. Se você ainda não desistiu de distopias e quer uma coisa diferente, tenta "A Seleção" ou "Destino". Ambas são trilogias, a primeira escrita por Kiera Cass e a segunda escrita por Ally Condie. Só não vá com o pensamento de que são mais distopias iguais à todas as outras!

    Beijos,
    Gabe
    http://sixdoe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adoro suas resenhas. Sabe que estava pensando em ler esse livro, porque fiquei curiosa, não só pelos comentários porque estava afim de ver o filme. Como a vontade já não era muita, não vou perder meu tempo, quem saiba fique só com o filme pra matar a curiosidade e olhe lá. haha

    BJu lindona!

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabe. "Destino" eu nunca ouvi falar, vou procurar saber. "A Seleção" eu já li a sinopse e algumas resenhas e faz um tempo que quero ler (quero muito mesmo), gostei da história. Espero realmente que não seja ruim como as três que eu li até agora (Jogos Vorazes, Divergente e Delírio)...

    rs, é, eu sei que sou uma das poucas que não gostou, a maioria concorda com vc! ;)


    Um beijo e volte sempre!
    Eduarda

    ResponderExcluir
  7. Angel, não tem como eu falar por você, mas por mim é a melhor coisa que você faz. hahaha Tem muita coisa boa pra se ler por aí.
    Nem o filme eu quero ver, argh. (Talvez veja porque tem o Ansel Elgort, lindo :3 hehehe)

    Obg pelo coment flor!!
    Bjs
    Eduarda

    ResponderExcluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.