segunda-feira, 14 de abril de 2014

Segunda da Poesia#43


Vencido pelo tempo

Este caixão foi feito especialmente para mim
Vou ficar lembrado, mas ficarei perdido
Perdido nas ilusões, nos sonhos
Perdido a sete palmos abaixo da terra
Gritando, chorando no sub-consciente
Até as mais belas lembranças e ilusões se apagarem
Apagarem do meu pensamento, da minha carne
Carne que agora será desintegrada por vermes malditos.

2 comentários:

  1. Nossa... poesia legal, mas bem pesada...
    Gostei do nome, "Vencido pelo tempo", seremos todos, mais cedo ou mais tarde...
    Espero que mais tarde!
    Estou seguindo seu blog!
    Até mais, Lu
    http://resenhasdalu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo recadinho ;)

      Meu primo que vêm enfeitar e deixar mais poético o blog. Gosto da escrita dele. Ahh sim, a poesia dele sempre esta carregada de um lado escuro, triste.

      Bju bju ;**

      Excluir


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.