quarta-feira, 30 de julho de 2014

Resenha: Cake {Filme}

Título: Cake
Ano: 2005

Sinopse: Por gostar de viajar Philippa "Pippa" McGee (Heather Graham) escreve sobre viagens. Ela não entende por qual razão a mulher moderna quer casar, pois Pippa odeia esta instituição. Mas isto não a impede de voltar para casa para ser dama de honra num casamento. Logo após seu retorno seu pai, Malcolm McGee (Bruce Gray), que é dono de um grupo em sérias dificuldades financeiras que edita várias revistas, tem um ataque do coração. Tentando ajudá-lo, já que mesmo no hospital mostra-se preocupado com a empresa, Pippa se oferece para editar uma das revistas, apesar de nunca ter feito isto. Enquanto Malcolm se recupera ela se torna a editora-chefe de "Sinos e Casamentos", que prega tudo aquilo que Pippa odeia. Além disto é vigiada de perto por Ian Gray (David Sutcliffe), um executivo em que Malcolm confia totalmente.


Quando você não dá nada por uma comédia romântica...



Pippa McGee odeia relacionamentos e é uma aventureira típica, em todas as áreas de sua vida. Ela ama a liberdade e adora o que faz: escrever sobre viagens. Além disso, não entende porque qualquer mulher de sua época cogita a hipótese de se casar, o que a seu ver, só limita a vida de alguém.

Ao voltar de uma de suas viagens para ser - ironicamente - dama de honra de uma amiga, seu pai workahlic tem um infarto. Pippa decide que apoiará o pai o máximo possível, já que ele é dono de uma editora responsável por várias revistas e que passa por dificuldades financeiras. É assim que ela acaba como editora-chefe da única revista que não tem nada a ver consigo: Wedding Bells.

Lá, Pippa vai virar a vida dos colegas de cabeça pra baixo com suas ideias anti-casamento e principalmente, testar a paciência de Ian Gray, o executivo de grande confiança do pai.

Sabe quando você não dá nada por um filme e ele te surpreende? Uma graça de filme e principalmente, uma graça de comédia romântica! Cake: A Receita do Amor tem, com o perdão do trocadilho, os ingredientes certos e bem dosados de uma boa CR. 

Você morre de rir e - é claro - de suspirar. rsrs

A Pippa de Heather Graham é divertida, desengonçada e encanta qualquer um. Para um equilíbrio correto, temos um Ian (interpretado por David Sutcliffe) comedido e sério. Mas com certeza muito fofo. *-*



Para dar aquela apimentada temos ainda um triângulo amoroso envolvendo os protagonistas e o personagem de Taye Diggs, Hemingway Jones, um lindo fotógrafo que vive a vida de forma agitada, como Pippa. E as amigas de Pippa, sendo uma delas Lulu, interpretada pela queridíssima Sandra Oh.




   Então fica aí a dica pra quem procura um bom e despretensioso divertimento. Um filme deliciosamente clichê! 

  ;)


                           
AVALIAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.