terça-feira, 5 de maio de 2015

Resenha: Contos e Fábulas Universais {Livro}



O livro possui um índice, em que as partes/divisões aqui são intituladas por Livro V, indo até Livro VIII. Sendo que o Livro V, possui vinte e uma fábulas, e o livro VI vinte e quatro, o Livro VII, já possui dezessete, o último livro, o Livro VIII possui o maior número de contos, contabilizando com vinte e sete.
Não encontrei nenhuma referência, a autores, desta coleção, os dados do livro para quem ficou curioso são apenas estes: Livro: Contos e Fábulas Universais. Volume 2. Solidez Edições LTDA.

No livro V, encontramos os seguintes textos: O Lenhador e Mercúrio, A Panela de Ferro e a de Barro, O Peixinho e o pescador, As orelhas da Lebre, A Raposa que perdeu o rabo, A velha e as duas criadas, O Homem e o sátiro, O cavalo e o lobo, O lavrador e seus filhos, A montanha parturiente, A fortuna e o rapaz, Os médicos, A galinha de ovos de ouro, O burro e as relíquias, O Veado e a vinha, A Víbora e a lima, A Lebre e a perdiz, A águia e o mocho, O leão que vai à guerra, O urso e os dois camaradas e O burro vestido com a pelo do leão.

No livro VI, temos: O pastor e o leão, O leão e o caçador, Febo e Bóreas, Júpiter e o fazendeiro, O galo novo, o gato e o murganho, O Raposo, o macaco e os animais, O burro vangloriando-se de sua genealogia, O velho burro, O veado mirando-se na água, A lebre e a tartaruga, O burro e os donos, O sole as rãs, O homem e a serpente, O leão doente, O caçador de pássaros, o açor e a calhandra, O burro e o Cavalo, O cão que pela sombra larga a presa, O carreteiro atolado, O charlatão, A discórdia e A viuvinha. Esta parte se encerra, com Epilogo, mais advertência e A madame de Montespan.
No livro VII, encontram os seguintes: Os animais enfermos da peste, O mal casado, O rato desenganado das coisas deste mundo, A moça, A garça-real, Os desejos, A corte do leão, Os abutres e os pombos, O carrão e a mosca, A leiteira e a bilha de leite, Os dois homens e a fortuna, Os dois galos, A ingratidão e a injustiça dos homens, As mulheres que deitam cartas, O gato, a doninha e o lápardo, A cabeça e a cauda da serpente e Um animal na lua.
No livro VIII, os demais: A morte e o moribundo, O financeiro e o remendão, O leão, o lobo e a raposa, O poder das fábulas, O homem e a pulga, As mulheres e o segredo, O cão que leva o jantar ao dono, O engraçado e os peixes, O rato e a ostra, O urso e o amador de jardins, Os dois amigos, O porco, a cabra e o carneiro, Tirso e Amaranta, As exéquias da leoa, O rato e o elefante, O horóscopo, O burro e o cão, O paxá e o mercador, Vantagem do saber, Júpiter e os trovões, O galo e o falcão, O gato e o rato, A torrente e o rio, A educação, Os dois cães e o asno morto, Demócrito e os abderianos e finalizando O lobo e o caçador.

Após descrição das partes, percebe-se, que os animais mais utilizados, nas histórias são o Lobo, raposa, cavalo, burro e o galo. Há a presença de outros animais como, urso, lebre, serpentes, porém estes não possuem a mesma freqüência que os demais. E em relação à diagramação interna, os poemas seguem o padrão de formatação, e na sua maioria, alguns vêem acompanhados de ilustrações belíssimas. 

O autor não especificado, neste volume, separou os livros em duas partes, sendo os números em V e VI, em que seus traços convém às invenções de Esopo. E a segunda parte para os livros VII e VIII, o escritor faz um suspense, a respeito de sua fonte, mas este mesmo confessa gratidão por Pilpay, sábio hindu. Autor do qual os naturalistas julgam-no muito antigo, e original relativamente a Esopo, se não o próprio, sob nome de Locman.
Esta separação a meu ver, não me agradou, pelo fato de contos estarem misturados a fábulas, e quem não sabe a diferença entre os dois, pode pensar que conto e fábula são a mesma coisa. 

Sobre as fábulas/contos, a observação a que venho ressaltar, é de que elas estão contadas em formato de poema, sendo estas bem poéticas. O que pra mim surpreendeu-me, já que conheço alguns textos deste gênero, porém em prosa. A dúvida a respeito, me fez pesquisar e consultar minha professora de literatura a respeito deste fato. Então ela confirmou que contos e fábulas podem ser escritos em forma de poemas, mas que no caso da fábula ela precisa ter dois pontos essenciais. Precisa ter animais retratados com características humanas, e sempre ter uma moral no desfecho. Se ela tiver ambos, não importara se ela esta em prosa ou não.

Em relação ao conteúdo, não iniciei ele, linear, resolvi começar a ler, pelos títulos que chamavam mais minha atenção, deixando de lado, os que tinham conhecimento, e os que ainda não me causaram tanta curiosidade, para o final. Dentre os títulos os que me causaram mais curiosidade foi aqueles que tinham o nome lobo e raposa neles, pois tenho interesse e uma paixão por estes animais.
Contos e Fábulas, foi um ótimo livro, como já sou fã desta temática, a leitura fluiu e foi muito boa. Adorei todos os textos, mas é claro que tiveram aqueles que chamaram mais atenção, que outros.

Para encerrar vou deixar uma fábula, que gostei muito que é “A panela de ferro e a de barro”. A transcrição do texto esta igual a original, então não deem bola, para as mudanças ortográficas.

A panela de ferro e a de barro

A panela de ferro propos
À de barro uma viagem
Mas esta se desculpou
Que só teria vantagem
Em não ir. Garantiu a outra proteção
E lá partiram em busca da emoção.
Porém, numa curva, a de ferro
Com a de barro chocou
Desfazendo-se num berro
Que ali mesmo a findou.
É fácil tirar da história a moral:
Junta-te Sòmente ao que é teu igual.

P.s: Para quem é de São Pedro do Sul (RS), e tiver vontade de ler, o livro está disponível, na biblioteca pública. Pra os que não são da cidade, e ficou curioso, acredito que na sua cidade, vocês possam encontrá-lo.


Título: Contos e Fábulas Universais (Três volumes)
Autor: Vários
Ano: 1972
Páginas: 496
Editora: Solidez Edições LTDA

Sinopse: Segundo livro de contos e fábulas universais.


AVALIAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.