segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Crítica: A Mentira {Livro}

"Prestávamos atenção quando parecia que nos ensinavam algo que poderia nos matar se não o fizéssemos. A maior parte era o de sempre: treinamento e conversa mole, horas disso, mas ninguém desmaiou nem morreu de insolação, como nos disseram. Não era uma vida ruim."

"Aquele tempo desapareceu como fumaça. Mas Frederick era real, mesmo na melancolia fantasmagórica daquele jardim. Sempre era mais real que qualquer um. Lá estava ele rabiscando no cascalho com um graveto, riscando linhas e as apagando como se fossem contas que não dava certo. Nem certeza, nem paz, nem ajuda para a dor..."



Essa é uma temática que eu gosto, mas que demoro para querer ler, não sei colocar em palavras bem o porque deste tema me puxar e me mandar ao longe ao mesmo tempo, porém é sempre bem vinda.

Vamos a história... 

Primeiro conhecemos o jovem Daniel Branwell, um soldado que nos contara sua história ao retornar à casa após a guerra. É sobre sua visão que ficamos a par dos acontecimentos, desde a sua infância, a guerra e ao retorno ao vilarejo em que o mesmo vagueia entre o passado e presente. 

Daniel Branwel e Frederick Dennis, eles mantém uma amizade sincera e duradoura desde a infância. Apesar das diferenças sociais, ambos nunca deixaram suas classes se intrometerem no seu afeto mutuo. 

Em relação aos rapazes, Frederick filho de um engenheiro de minas, estudou nas melhores escolas da sua cidade, porém não demonstrava o mínimo interesse pelos estudos enquanto Daniel, filho da empregada da casa de Frederick além da sua paixão pelos livros, ele desejava muito aprender, mas não podia estudar por ter que trabalhar para ajudar a mãe no sustento da casa.

Assim que ambos ficam adultos eles são alistados e como companheiros partem para a guerra, Frederick deixa para trás a irmã Felicia e seus pais, Daniel, sua mãe. Porém seu retorno ao do vilarejo em Cornualha não é como esperado, assim que volta recebe a notícia de que a sua mãe faleceu e para piorar ele carrega a dor da perda do seu amigo. Daniel não consegue se estabilizar psicologicamente, não consegue manter contato com as pessoas, não se sente bem ao lado delas a não ser com Mary Pascoe considerada pelas crianças uma bruxa.

Mary Pascoe precisa de cuidas e é Daniel que a ajuda com suas tarefas o que também o ajuda a afastar os temíveis fantasmas da guerra está doente e precisa de cuidados. Mas tudo muda quando Felicia bate a sua porta. Daniel será capaz de encobrir os detalhes da sua morte do seu amigo? Ele conseguira aceitar a verdade?

E a narrativa e construção da história, como foi...

Helen Dunmore mantém um bom ritmo na sua narrativa o que conquista e prende o leitor. Os personagens apresentados na história foram bem retratados, a autora conseguiu colocar a ficção com a realidade neles, tornando-os realistas. Além do bom trabalho com os personagens e com a trama, a autora conseguiu trabalhar muito com sua escrita, mesmo que ela seja simples ela tornou-a ágil, rápida e com um bom entendimento do leitor.

Um dos pontos positivos da narrativa da autora é como ela consegue ligar os acontecimentos entre passado presente, e as lembranças de Daniel que surgem aos poucos em fragmentos, o que nos deixa curiosos para saber o que aconteceu, como aconteceu.

Outros pontos...

Para quem como eu gosta de um bom trabalho gráfico, a editora fez uma boa escolha de capa gostei muito dela. E com o material interno a editora caprichou também, tamanho da fonte, espaçamento estão agradáveis.

Outro ponto a ressaltar são as aberturas dos capítulos, que sempre traz um pequeno (foto abaixo), como no capítulo dois que deixei aqui em anexo, nos demais a sempre esse pequeno texto antes de se inciar a história.


Um romance que vai além dos fatos históricos, um romance que procura o amor, carinho, companheirismo, lealdade, mas que também coloca a dor, o medo em contra ponto. Enfim para quem gosta desta temática acredito que "A Mentira" te conquistara como me conquistou.


Qual minha nota para o livro:


Título: A mentira
Autor: Helen Dunmore

ISBN-13: 9788504019643
ISBN-10: 8504019640
Ano: 2015 
Páginas: 295
Editora: Companhia Editora Nacional

Sinopse: Cornualha, Inglaterra 1920 Um Jovem Soldado volta para casa. O horror das trincheiras e uma grande amizade ficam para trás. E seu futuro lhe reserva as imprevisíveis consequências e uma mentira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.