domingo, 14 de fevereiro de 2016

Crítica: Os filhos de Anansi

“As pessoas reagem às histórias. Elas as contam, as histórias se espalham e, conforme são contadas, mudam os contadores. E quem nunca tinha pensado em nada além de fugir dos leões e se aproximar com cautela dos rios para não virar comida de crocodilo agora começa a sonhar em morar em um local diferente. O mundo pode ser o mesmo, mas o cenário mudou. Entende? As pessoas ainda têm a mesma história, em que nascem, fazem coisas e morrem, mas agora a história tem um significado diferente do que tinha antes. ”



Fazia um tempão que estava com esse livro na minha estante e não havia lido, fui deixando pra mais tarde e ele foi ficando ali, o que me faz pensar no porque deixei-o já que ele era mais que desejado na minha leitura e também por ser de um autor do qual estimo muito, porém melhor tarde do que nunca e enfim li 'Os filhos de Anansi' e agora vou tentar colocar alguns pontos do que eu achei da história.

Primeiro não podia deixar de falar da capa, esta uma das minhas preferidas. Pra quem não sabe o livro já foi publicado por outras editoras  e com isso teve outras capas, pela Conrad a capa preta (abaixo) e a que eu tenho os outros foram por outras editoras. Dentre as capas a vermelha é a que menos gosto, e das que gosto a que tenho e a da que tem a lua ao fundo, essa capa é muito linda.


E enfim o que importa A HISTÓRIA, o que eu achei dela:

Depois de finalizada a leitor fui pesquisar um pouco mais a respeito sobre o livro e me deparei com muitos ressaltando o fato de que 'Os Filhos de Anansi' seria a continuação de de 'Deuses Americanos', o que me deixou com a pulga atras da orelha já que não li o livro e não quis ler nada a respeito, pois gosto de me surpreender com o texto de Gaiman, só depois da leitura que vou a procura de informações, e saber disso esta me deixando com muita curiosa que precisarei arrumar uma forma de saber se o livro é realmente a continuação ou não.

MAS chega de Blá blá e vamos lá!
A narrativa do autor sempre me encanta, não tem como você não gostar da forma como ele leva seu texto, como ele cria os personagens e faz com que o leitor se envolva deixando-os com aquela sensação de que não somos apenas um mero observador, mas um dos seus personagens.

E tem como não amar os personagens que o escritor cria, tem como não ficar grudadinha neles, seja eles principais ou não seus personagens são sempre marcantes. O autor aqui constrói seus personagens ligando-os com traços, acontecimentos misturando o contemporâneo e o urbano, com raízes da cultura africana e com aquela pitada de lendas, como contos passados de geração em geração.

Por fim, e é fim mesmo não quero deixar muitos detalhes por aqui, porque meu interesse é falar mais a respeito de minha sensações do que contar a história, pois acredito que como eu vocês não devem gostar que entreguem a história, por isso minha opinião dos detalhes da trama serram breves.


Mais algumas observações...

Abaixo tentei tirar fotos de alguns dos detalhes que quero comentar sobre o livro, porém você precisará ampliar uma das fotos caso queira enxergar melhor OK. Bom o que quero comentar primeiro é sobre a nota do autor (primeira foto), nunca tinha lido uma nota tão divertida e 'totalmente' dedicada ao leitor, por segundo os comentários são a respeito das aberturas dos capítulos e a diagramação interna. 

Sobre a diagramação então ... Muitos e inclusive eu, não gosto muito de folhas brancas tenho mais apreço pelas amarelinhas, porém aqui eu não me incomodei com o fator dela ser branco, isso por causa da narrativa do autor que me envolveu fazendo com que não me incomodasse com o fato das folhas não serem pólen. E agora para finalizar os comentários queria falar sobre as aberturas dos capítulos (segunda foto), como podem ver a fonte é simples, mas o formato em que ela foi disposta na folha agradou muito meus olhos, sem contar que o texto está bem diagramado.

MAS PERA Aí =D esqueci de falar que não lembro de ter encontrado erros de português, e de que o livro ainda possui notas de rodapés, o que auxilia o leitora para alguns fatores, palavras desconhecidas.



 



Qual minha nota para o livro:




Título: Os Filhos de Anansi
Autor: Neil Gaiman
ISBN-13: 9788576165187
ISBN-10: 857616518X
Ano: 2011 / Páginas: 344
Editora: Conrad


Sinopse: Charles nunca teve uma relação agradável com o pai, que ele considerava simplesmente constrangedor, nem sabia que ele era Anansi, o trapaceiro deus-aranha. Sequer fazia ideia de que tinha um irmão, Spider, ou imaginava no que sua vida se transformaria após tomar conhecimento disso. E, principalmente, jamais poderia prever que, para colocar tudo de volta nos eixos, teria que mergulhar de cabeça no sombrio e enigmático mundo dos deuses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Olá leitores.
Que bom que gostaram do Post! Quer compartilhar a sua opinião?.

↺Comentários ofensivos, que agridam a mim ou a qualquer outra pessoa ou entidade (autor, seguidor, editora) também será deletado.

↺Agradeço seu comentário! Sua opinião é de extrema importância para o blog e para mim. (Pode ter certeza que, responderei o seu comentário assim que possível.) Volte Sempre!



Importante!! Pessoal, caso encontrem links com defeitos, avisem por comentário ou pelo e-mail: angelicapinheiropereira@gmail.com, para que possamos arruma-los.